O Gás Comum e Invisível que está Prejudicando nosso Cérebro

Tudo depende da dose. Algo totalmente natural, quando em excesso, pode nos prejudicar. É o caso desse gás comum, presente no ar que você com certeza está respirando neste exato momento. Não é nenhum veneno, e sim algo que está na nossa atmosfera desde sempre…

Estou falando do CO2, ou gás carbônico, como também é conhecido. Como aprendemos na escola, trata-se de uma substância comum resultante de vários processos da natureza. Ele também é usado pelas árvores na fotossíntese, que nos retribui com oxigênio puro.

Pois bem… Então, o que há de ruim no CO2? É simples: um grande aumento de concentração, ocorrida desde que o mundo começou a se industrializar cada vez mais. O século 21 viu uma verdadeira explosão desses níveis, não só nas ruas das cidades, mas também dentro de nossas casas!

O que o excesso de gás carbônico pode nos causar

Uma pesquisa desenvolvida pela Universidade do Colorado analisou os crescentes níveis de CO2 na atmosfera e os danos que podem nos causar. Segundo as estimativas desses cientistas, se as emissões continuarem crescendo na proporção atual, ao final do século haverá 1400 partes por milhão de CO2 no ar que respiramos.

Isso significa 3 vezes mais do que a quantidade atual das ruas. Ao respiramos esse nível de gás carbônico, nossa cognição é altamente prejudicada:

  • Os níveis de tomada de decisão caem 25%;
  • O pensamento estratégico mais complexo reduz em 50%.

Podemos sentir ainda tonteira, sonolência e confusão mental. Aliás, se alguma vez você sentiu esses sintomas em um auditório fechado e lotado, por exemplo, saiba que provavelmente isso se deve à alta concentração de CO2 no ambiente.

De fato, esse aumento interno, seja nos escritórios ou residências, é motivo crescente de preocupação. Espaços muito fechados, mesmo que seja na sua casa, tendem a concentrar o CO2 que vem de fora. Ele se junta ainda a outros gases, como as substâncias de materiais de limpeza usados e até da tinta, móveis, carpetes, estofados e outros objetos de uso comum.

Sobre o gás carbônico, os pesquisadores afirmam o que todos já estamos cansados de saber: a melhor alternativa seria reduzir a queima de combustíveis fósseis e mudar para energias mais limpas. Mas enquanto essa mudança não ocorre, você pode pelo menos manter sua casa ou ambiente de trabalho mais seguros…

Uma dica é utilizar plantas de uso interno, capazes de filtrar o ar e retirar os poluentes. Clique aqui e aqui para conhecer as melhores. Nada melhor do que dar um toque verde à sua casa e ainda proteger a sua saúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




























               Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link