Fumaça de Cigarro do Vizinho? Veja como Proteger sua Casa!

Uma das consequências da pandemia de Covid-19 foi a necessidade do isolamento social.

Essa foi uma atitude importante para reduzir o avanço da doença, mas trouxe também outros problemas, como o estresse e o sedentarismo causados pelo maior tempo em casa.

Um ponto pouco abordado nesse sentido, mas que foi avaliado por pesquisadores da San Diego State University, nos Estados Unidos, é o tabagismo passivo.

Trata-se de quando a pessoa que não fuma é exposta à fumaça do cigarro dos outros, infelizmente tendo também riscos de prejuízo à saúde.

Mais gente em casa significou, para algumas pessoas, a invasão da fumaça de cigarro do vizinho!

Essa é uma realidade que afeta principalmente prédios com muitos apartamentos.

E há ainda outra preocupação…

Segundo esses pesquisadores, mesmo depois que a fumaça passa, os produtos altamente tóxicos do cigarro ficam agarrados em várias partes da casa, como estofados, tapetes, carpetes, pisos e até roupas.

Eles chegaram a essa conclusão após analisarem apartamentos de pessoas não fumantes e encontrarem nicotina nas superfícies!

É muito preocupante saber que mesmo não fumando você continua exposto ao problema, não é mesmo?

Então, o que fazer?

Limpando superfícies com nicotina

Os cientistas dividiram os apartamentos dos voluntários da pesquisa em 3 grupos:

  • O primeiro recebeu uma limpeza a seco ou limpeza úmida, com remoção completa da poeira por aspiração, seguida de vaporização profissional de carpetes, móveis e limpeza de roupas um mês depois.
  • No segundo grupo essa ordem foi invertida, com a limpeza profissional sendo feita antes.
  • O terceiro grupo recebeu os dois tipos de limpeza no mesmo dia.

Como era de se esperar, em todos os casos houve uma redução significativa dos níveis de nicotina no local.

Não foi encontrada uma forma que seria melhor ou pior para a limpeza.

Mas algo preocupou os pesquisadores…

3 meses após a limpeza, os níveis de nicotina aumentaram novamente, mostrando que o hábito deve ser constante.

Afinal, se a fumaça continua chegado ao local, ele vai novamente ser afetado. Então, é preciso tomar algumas atitudes! Veja…

As melhores formas de limpeza

Conforme comenta o Dr. Georg Matt, um dos autores do estudo:

“Gostaríamos de dizer aos residentes que existe uma maneira simples de remover essa contaminação permanentemente, mas não foi isso que encontramos.

O que podemos dizer, como resultado deste estudo, é que existem dois passos importantes que você pode tomar para reduzir a contaminação do fumo passivo e tornar sua casa mais segura”.

Então, anote as dicas:

1 – Reduzir a poeira

É preciso reduzir a poeira de casa com frequência.

Faça sempre a aspiração de superfícies duras, pois a nicotina pode se concentrar no pó comum que acumula em nossas casas.

É claro que isso vale também para outros poluentes, portanto, vale a pena se atentar a essa medida.

2 – Limpar as superfícies mais tocadas

Segundo os pesquisadores, devemos limpar as superfícies que tocamos no dia a dia o mais frequentemente possível. O cuidado vale para itens como:

  • Tampos de mesa
  • Portas
  • Armários
  • Cadeiras

Lembre-se ainda de sempre lavar:

  • Fronhas
  • Cobertores
  • Cortinas

Essas ações simples podem livrar nossas famílias do perigo do fumo passivo.

Além disso, obviamente, devemos sempre nos lembrar da conscientização sobre os males do cigarro.

Se você conhece alguém que ainda fuma, indique esse post especial com dicas para largar o cigarro (clique aqui).

Como vimos hoje, quanto menos as pessoas fumarem, melhor será a saúde delas e de todos ao redor.

Agora, quer outra medida eficiente?

Uma proteção natural para sua casa é o uso de plantas com capacidade de filtrar o ar.

Confira aqui as melhores e aproveite para melhorar sua decoração e sua saúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




























               Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link