Bem-Estar

Mudança Geral: Pessoas Buscam Estilo de Vida Mais Saudável

Tanto no exterior como no Brasil, está havendo uma valorização por um estilo de vida mais saudável, aonde a indústria alimentar tem que se ajustar com muita rapidez.

O consumo de doces, refrigerantes e até chicletes está em queda, segundo a consultoria Euromonitor, e a expectativa é que até 2022 ocorra uma redução em cerca de 20% em comparação ao nível de 2012.

Com isso, as indústrias estão enfrentando um desafio novo para atender o desejo dos brasileiros.

Gigantes como Coca Cola, Unilever e Pepsico estão mudando suas estratégias para atender esse consumidor com uma nova mentalidade.

E a estratégia é a mudança de fórmulas de produtos para que contenham menos açúcar e gorduras. Além disso, até o tamanho da embalagem está sendo reduzido para que haja controle melhor do consumo.

Outra saída é a aquisição de marcas menores, com produtos que estão mais de acordo com essa mentalidade nova e com apelo mais saudável.

Exemplos: a Ambev, que comprou a empresa de Sucos do Bem, a Coca Cola adquiriu a Verde Campo, de laticínios, e a Unilever agregou a Mãe Terra.

Ou seja, todos estão procurando opções mais saudáveis nos seus itens de portfólio, fato que também está ocorrendo em empresas menores.

Sendo artigo publicado no The New York Times, as grandes indústrias de grupos internacionais causaram no mercado brasileiro um aumento 15% à taxa de obesidade. Na década de 80 era 7%, e hoje está em 22%.

É muito claro para o consumidor que o excesso de consumo de produtos refinados e industrializados está causando ganho de peso e perda de saúde.

Essa tendência a um estilo de vida mais saudável está sendo percebida neste primeiro momento nas classes A e B, pois para a maioria dos consumidores brasileiros, o preço desses produtos ainda é restritivo.

A Hartman apresentou um relatório recentemente mostrando que cerca de um terço dos consumidores americanos está procurando por produtos diferentes dos que se encontram na maioria dos mercados, como alimentos orgânicos não transgênicos, sem hormônios, sem antibióticos e livres de pesticidas.

Para ter esse estilo de vida mais saudável, eles estão dispostos a pagar preços mais altos em busca de itens mais seguros e saudáveis para suas famílias e para o meio ambiente.

Isso significa que você está ganhando dinheiro suficiente para ter a qualidade de vida que deseja, e ao mesmo tempo preocupa-se com os animais, com a proteção ao ambiente, com a saúde pública e em contribuir para a qualidade de vida em sua comunidade e sociedade como um todo. Está trazendo todas essas coisas juntas.

Você pode encontrar uma variedade de artigos escritos por Ikerd sobre assuntos relacionados em seu site pessoal, JohnIkerd.com e no site da Universidade do Missouri.

O barato que sai caro

O que você precisa compreender é que a comida barata é, na verdade, incrivelmente cara, uma vez que o impacto na saúde humana com o aumento nos custos dos cuidados médicos será exorbitante.

Além disso, há o comprometimento do meio ambiente pela agricultura moderna industrializada com enormes extensões de monocultura e confinamentos para a produção de proteína animal, gerando:

  • contaminação da água pelos resíduos animais;
  • liberação de gases de efeito estufa como o metano e o óxido nitroso no ar;
  • comprometimento da saúde dos trabalhadores dessas instalações e comunidades próximas com as emissões;
  • o solo e a água são degradados pelo uso a longo prazo de pesticidas e fertilizantes usados para cultivar alimentos para os animais.

Segundo a Alter Net:

“A produção de alimentos deve ser segura para o meio ambiente, humana para os animais e boa para os trabalhadores e comunidades, nos dando a melhor chance de um sistema alimentar seguro e saudável para comedores e produtores”.

Ter um estilo de vida mais saudável é uma atitude completa. Comece agora! Será bom para sua saúde e para todos!

Referências bibliográficas:

  • Alter Net October 21, 2010
  • Hartman Report, Organic & Natural 2014
  • Hartman Report, Organic & Natural 2018
  • O Estado de São Paulo, 08/04/18 Caderno B1

 

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 300 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER
close-link

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 300 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre saúde e alimentação!
Conquiste uma super saúde agora!
(É GRÁTIS)
QUERO RECEBER
close-link