Espaços Verdes: a Melhor Opção para o Bem-estar na Cidade

Com os parques e praças fechados em muitos locais por causa da Covid-19, as pessoas já estão sentindo falta dos espaços verdes. Se você visitava esses locais com frequência, seja para se exercitar ou simplesmente dar um passeio, sabe do que estou falando!

Agora, uma pesquisa liderada pela Universidade de Genebra, na Suíça, e desenvolvido por cientistas de vários países, mostra de forma clara a importância desses lugares.

Primeiro, os pesquisadores buscaram avaliar em que consiste o bem-estar humano. Para isso, usaram uma pesquisa anterior que classificava as necessidades das pessoas em 9 itens principais. São eles:

  1. bens que satisfaçam suas necessidades vitais;
  2. transformar sua própria ideia da vida cotidiana em realidade;
  3. viver em um ambiente agradável;
  4. desenvolver-se como pessoa;
  5. ter autodeterminação;
  6. realizar atividades que tenham valor, segundo suas crenças;
  7. fazer parte de uma comunidade;
  8. participar de decisões sobre o futuro da sociedade; 
  9. estar protegido pela sociedade.

A partir dessas informações, pesquisadores de 4 megacidades fizeram enquetes com a população. Os moradores de Chennai, na Índia; Cingapura, na Malásia; Manila, nas Filipinas e Xangai, na China, foram entrevistados sobre seu uso dos parques públicos.

Eles também foram orientados a responder quais benefícios enxergam em utilizar esses espaços verdes. As respostas mostraram que as pessoas realmente viam seu bem-estar relacionado a esses espaços, confirmando alguns dos itens da lista.

Para a pesquisa, os parques agem melhorando quase todos os itens, mas são especialmente relevantes para o número 3 – viver em um ambiente agradável; 4 – desenvolver-se como pessoa e 7 – fazer parte de uma comunidade.

“Ir ao parque é uma atividade social que requer mais do que apenas um espaço verde. As pessoas fazem diferentes tipos de coisas nos parques para atender à mesma necessidade, como se exercitar, conversar com outras pessoas, ler um livro, conhecer em grupo ou aprender sobre biodiversidade.

No contexto imediato de um pós-COVID-19, onde os gastos públicos provavelmente serão mais limitados do que antes, é ainda mais importante manter a infraestrutura dos parques (pontos de acesso à água, banheiros, trilhas etc.) e garantir o acesso para que eles possam continuar a atender às necessidades de todos”, comenta a professora Marlyne Sahakian, que liderou o estudo.

Benefícios dos espaços verdes

Essa não é a primeira pesquisa que avalia o impacto dos espaços verdes na saúde das pessoas. Já se mostrou por exemplo, que crianças que brincam em meio a ambientes naturais se tornam adultos mais saudáveis.

No caso dos adultos, é normal eles relatarem aos estudos que se sentem mais vivos e radiantes quando frequentam esses locais. No Reino Unido, após avaliarem cerca de 20 mil pessoas, os pesquisadores concluíram que aquelas que passavam pelo menos 2 horas semanais na natureza tinham melhor saúde e bem-estar.

Isso valia para parques, praias ou bosques. É por isso que para os que vivem nas cidades, especialmente nas maiores, os parques públicos são tão importantes.

Sabemos que nesse momento de isolamento essa frequência não é possível como antes. Mas fica a dica para o futuro, quando as coisas melhorarem. O contato com a natureza é fundamental para uma Supersaúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




























               Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link