É Assim que o Yoga Combate Ansiedade e Depressão

Recentemente tem surgido uma discussão sobre a forma correta de falar yoga. Seria “a yoga” ou “o yoga”? Bom, enquanto linguistas debatem o tema, há algo que é certo: os benefícios da (ou do) yoga para o seu corpo. Mas você sabia que o seu cérebro também tem a ganhar?

É isso mesmo! Cada vez mais as pesquisas vêm confirmando que essa prática milenar influencia também o seu cérebro. A incrível combinação de exercício físico, alongamento, relaxamento e meditação mexe conosco literalmente da cabeça aos pés! Veja só…

Saúde do cérebro

Um dos principais problemas de saúde que podem ocorrer no seu cérebro é a redução da massa cinzenta, que está localizada no córtex cerebral e nas áreas subcorticais do cérebro. O resultado disso é a perda de memória, declínio da saúde cognitiva e até menos tolerância a dores.

O que as pesquisas apontam é que pessoas que praticam yoga com certa frequência tem maior quantidade de massa cinzenta, especialmente em áreas envolvidas em modulação da dor. A força a mais nessa região transforma a atividade não só em um analgésico natural, mas em uma protetora natural contra a depressão.

Yoga e ansiedade

Você já ouviu falar em GABA? Trata-se de um neurotransmissor fundamental para o seu cérebro, responsável, entre outras tarefas, por ter uma atuação de calmante no seu corpo. Aumentar os seus níveis de GABA produz um efeito natural contra a ansiedade. Fantástico, não é mesmo?

E qual uma das melhores formas de conseguir isso? Se você pensou em yoga, acertou! Pesquisas apontam que a combinação de respiração, meditação e movimento do exercício desencadeia GABA, agindo diretamente contra a ansiedade no tálamo do cérebro.

Esse efeito específico é maior do que o de uma leitura prazerosa ou de uma caminhada, por exemplo. Então, se você é uma das muitas pessoas que hoje em dia enfrentam a ansiedade, considere essa excelente opção!

Além de todos esses pontos, não podemos nos esquecer de outros benefícios. Praticar yoga faz bem para o seu corpo, atua no rejuvenescimento, melhora seu aporte de oxigênio, reduz o estresse e até modifica o seu DNA! Ficou curioso? Então clique aqui para ver uma lista de posts sobre o assunto. Namastê!

Referências bibliográficas:

  • J Altern Complement Med. 2007;13:419-426.
  • J Altern Complement Med 2010;16:1145–52
  • Cogn Behav Ther. 2006;35:3-10.
  • British Journal of Psychiatry. 2006. 189 (3): 213–20
  • The Journal of Clinical Psychiatry. 2001. 48 Suppl: 12–6
  • J Altern Complement Med. 2010 Nov; 16(11): 1145–1152.
  • Complementary Therapies in Clinical Practice. 2019, Oct 28.
< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




























               Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link