Bem-Estar

14 Dicas para Tratar o Ronco Naturalmente

Muitas pessoas passam por situação constrangedora por causa do ronco. E para piorar, com a idade se torna mais intenso, fragmentando o sono, gerando mais cansaço e comprometendo até seu relacionamento.

A falta de sono de alta qualidade pode te levar a todos os tipos de problemas de saúde. Outro ponto importante é que o ronco pode ser um sinal de apneia obstrutiva do sono, um problema respiratório que tem sido associado a uma série de riscos para a saúde.

É possível que com medidas simples, você consiga reverter esta condição tão degradante moral e fisicamente. Saiba que o ronco não precisa ser motivo de pânico, nem de reclamação do seu parceiro de cama.

O que causa o ronco?

Quando você dorme, ocorre relaxamento dos músculos da garganta, tornando a passagem de ar mais estreita e flexível. Além disso, sua língua “desaba”. Assim, com cada inspiração e expiração, sua garganta vibra, causando o ronco.

Nos casos de apneia do sono, esse relaxamento é mais importante ainda, causando dificuldade respiratória e consequentemente mais risco.

Fatores causadores do ronco

  1. Dormir de barriga para cima, pois esta posição acentua muito o relaxamento da musculatura da garganta .
  2. Alterações anatômicas da boca, como amígdalas aumentadas ou adenóides, desvio de septo nasal ou pólipos nasais também podem piorar o estreitamento da garganta durante o sono.
  3. Inflamação de vias aéreas superiores por infecção respiratória ou ataque de alergia.
  4. Privação do sono: não conseguir dormir o suficiente à noite pode causar mais relaxamento da garganta.
  5. Excesso de consumo de álcool: bebida alcoólica, especialmente à noite, acentua o relaxamento da musculatura da garganta.
  6. Apneia obstrutiva do sono: um problema respiratório que deve ser tratado imediatamente e que está associado a uma série de problemas de saúde como doença cardíaca, gota, diabetes tipo 2, imunidade deficiente e depressão.

Soluções naturais para o ronco

1 – Dormir de lado

Altamente eficaz, pois evita que a língua caia para trás na garganta e cause uma obstrução na via aérea.

2 – Levantar a cabeceira de sua cama

Isso pode ajudar a evitar que suas vias aéreas entrem em colapso.

3 – Placas dentárias

Alguns dentistas podem ajudar a construir um dispositivo que alterará a abertura da sua via aérea, deixando espaço suficiente para a sua língua, para que não obstrua as vias aéreas.

4 – Jantar cedo e pouco

Um estômago cheio pode pressionar o diafragma, dificultando ainda mais a sua capacidade de respirar facilmente.

5 – Mantenha seu peso adequado

As pessoas com excesso de peso normalmente têm tecido gorduroso na garganta, além de dificuldade de expansão de caixa torácica, o que contribui para o ronco.

6 – Exercícios para fortalecer a musculatura da língua e garganta

Estes podem tornar essas partes do corpo mais fortes e menos propensas a deslizar para trás.

7 – Tiras nasais externas

As tiras adesivas aplicadas na parte superior do nariz melhoram a passagem nasal, ampliando-a e melhorando sua respiração.

8 – Dilatadores nasais externos

Os dilatadores são aplicados externamente nas narinas para diminuir a resistência do fluxo de ar e permitir uma respiração mais fácil.

9 – Reduza o álcool

Ele relaxa seus músculos da língua e garganta quepiora o ronco.

10 – Reduza o tabaco

O fumo irrita o revestimento da garganta e do nariz, reduzindo o fluxo de ar.

11 – Evite leite antes de dormir

Frequentemente gera um aumento de muco na garganta e na língua.

12 – Tratar as infecções ou alergias das vias aéreas superiores

Elas limitam o fluxo de ar pelo nariz, e você é forçado a respirar pela boca, aumentando o ronco.

13 – Evite tomar sedativos

Como o álcool, essas drogas podem deprimir seu sistema nervoso central e relaxar excessivamente os músculos, incluindo os tecidos da garganta.

14 – Dormir o número de horas o suficiente

Durma cerca de oito horas por noite, pois a falta de sono acentua o ronco.

Nos casos de ronco provocado pela apneia do sono, você deve procurar o seu médico. Ele lhe indicará a melhor opção para o seu caso.

Referências bibliográficas:

  • National Sleep Foundation, Snoring and Sleep
  • Harefuah. 2009 May;148(5):304-9, 351, 350
  • Mayo Clinic, Snoring – Causes, September 26, 2015
  • New York Times October 19, 2015
  • Arthritis and Rheumatology 2015
  • Diabetes Care September 17, 2015
< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *