Saúde

4 Dicas Naturais para Perda Auditiva

Nunca nenhuma civilização foi tão agredida como a nossa, sofrendo todo tipo de estresse. Quando me refiro ao estresse, é importante entendermos o que é esse estresse…

Trata-se de qualquer desafio ao meio, seja ele desafio emocional, físico, luminoso, térmico e sonoro.

No caso do sonoro, somos todos os dias bombardeados com sons ensurdecedores do nosso mundo moderno, como tráfego, trens apitando, aparelhos de limpeza como sopradores de folhas, cortadores de grama, liquidificadores de alta velocidade, ambulâncias, carro de polícia, buzinas, etc…

Essa somatória de agressores auditivos afetam o delicado funcionamento interno dos ouvidos, pois os nossos ouvidos não foram projetados para lidar com esses barulhos altos dia após dia.

Nosso ouvido interno contém mais de 15.000 pequenas células ciliadas, que transformam o som em sinais elétricos que são enviados ao cérebro. É dessa forma que você ouve.

Porém, esses constantes ruídos altos danificam essas células ciliares altamente sensíveis.

Com o transcorrer do tempo, já na meia-idade, você pode ficar com perda auditiva grave, comprometendo curtir seu programa de TV favorito, ouvir as musicas que você gosta e até a conversa com seus entes queridos.

Além dessa redução de audição, você pode vir a apresentar assobios ou zumbidos crônicos nos ouvidos.

Pode ser que a única solução que lhe resta seja ter que passar a usar aparelhos auditivos de alta potência.

Mas há uma luz no fim do túnel, que é começar já a suplementar certos nutrientes que os estudos mostram que não só previnem a perda de audição, mas em muitos casos, ajudam a reverter o processo.

Melhoras naturais para perda auditiva

Aqui estão quatro elementos que podem ajudar a proteger seus ouvidos e até reverter a perda auditiva:

1) N-Acetil L-Cisteina (NAC), é uma molécula que protege sua audição, derivada da L-cisteína. Ela age protegendo os minúsculos pelos das orelhas, reduzindo danos e zumbido nos ouvidos.

Foi feita uma pesquisa com 1.000 fuzileiros navais, realizada na Base do Corpo de Fuzileiros Navais em Camp Pendleton. Eles foram recrutados para um treinamento com rifle e todos receberam um teste de audição padrão.

Foram divididos em 2 grupos, sendo que um recebeu o NAC três vezes por dia durante um mês e o outro grupo usou placebo.

No final do estudo foi realizado um segundo teste de audição, e constatou-se que 70% dos soldados que tomaram o aminoácido tiveram perda auditiva dramaticamente menor.

Em um estudo recente, os pesquisadores da Yale descobriram que o NAC estimula a produção de um poderoso antioxidante chamado glutationa. E isso ajuda também a reparar os danos do ouvido interno causados ​​por ruídos altos.

O NAC está disponível na forma de suplemento.

2) Luteolina, é um poderoso anti-inflamatório natural, um antioxidante que protege as células nervosas e ciliares dos seus ouvidos contra danos oxidativos.

Você obtém luteolina naturalmente nos seguintes alimentos:

  • Condimentos: Alecrim, Orégano seco, Manjericão, Salsinha,Pimentas e Hortelã
  • Vegetais crucíferos: Couve, Couve de Bruxelas, Brócolis, Espinafre
  • Limões
  • Azeite de oliva

Além disso, você ainda pode usar um suplemento.

3) Niacina (vitamina B3), melhora o seu fluxo sanguíneo celular, aumentando a irrigação no seu ouvido interno.

Os estudos mostram que também combate a inflamação e melhora a audição em pessoas com perda auditiva súbita. Além disso, pode reduzir o zumbido nos ouvidos.

As melhores fontes alimentares de niacina são ovos e carnes de animais criados a pasto, além de salmão e atum selvagens. Boas fontes vegetarianas incluem amendoim, beterraba, folhas verdes, nozes, ervilhas e feijões.

Para melhorar mais o resultado, você suplementar.

4) Magnésio. Este mineral aumenta o fluxo sanguíneo para os pequenos vasos no canal auditivo e suporta a saúde das células ciliadas do ouvido interno.

Em um estudo realizado pelo Exército Americano com 320 recrutas, eles foram expostos a tiros de alto decibel durante suas duas semanas de treinamento básico. Parte do grupo foi suplementada com magnésio e apresentaram 50% menos dano auditivo do que um grupo placebo.

Na nossa alimentação moderna cerca de 70% das pessoas são deficientes em magnésio, portanto deve-se reforçar uma alimentação contendo: verduras como couve, espinafre e acelga, além de quinoa, lentilhas, amêndoas, sementes de gergelim e cacau.

Aproveite esses alimentos e garanta mais saúde aos seus ouvidos! Caso queira optar por suplementos, lembre-se que é sempre aconselhável conversar com o seu médico antes de qualquer coisa.

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER
close-link

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER
close-link