Bem-Estar

Por que os Dedos das Mãos e dos Pés Ficam Enrugados na Água?

Você já deve ter reparado que quando ficamos na água por um tempo, os dedos das mãos e dos pés ficam enrugados…

Por que isso acontece? E porque o resto do corpo não fica, da mesma forma, enrugado?

Os seus dedos das mãos e dos pés apresentam um tipo de pele chamada “pele glabra”, que significa ausente de pelos.

Quando a água começa a penetrar na sua pele, cargas elétricas são enviadas às suas extremidades nervosas, mais precisamente, o sistema nervoso simpático, nos dedos, promovendo retração e constrição dos vasos sanguíneos, se evidenciando os enrugamentos.

Trata-se de uma reação involuntária do sistema nervoso autônomo, o mesmo sistema que regula sua frequência cardíaca e sua respiração.

Técnica ancestral

Acredita-se que esse fenômeno tenha sido importante para nossos ancestrais terem controle das situações em condições chuvosas ou molhadas e melhorando a aderência em objetos úmidos ou submersos.

A ciência usa isso no desenvolvimento dos pneus de carro, especiais para chuva.

Experimento publicado no Biology Letters, usou mármores de diferentes tamanhos e voluntários que tentariam pegá-los com mãos úmidas e mãos secas.

A conclusão do estudo é que os indivíduos conseguiram pegar as peças úmidas mais rapidamente quando os dedos estavam enrugados, em comparação com o grupo com dedos secos.

Os autores do estudo conjecturaram:

“Nós mostramos que os dedos enrugados dão uma melhor aderência em condições úmidas – poderia funcionar como sulcos dos pneus do seu carro, que permitem que maior aderência no contato com a pista”.

Essas “rugas” nos pneus permitem a formação de uma rede de drenagem de água, similar as que ocorrem nas poupas digitais.

Certamente os dedos enrugados podem ter sido úteis na evolução do ser humano para conseguir alimento de córregos ou vegetação úmida, e no caso dos dedos dos pés, para gerar maior aderência em uma trilha ou montanha na chuva.

Porque o resto do corpo não fica enrugado?

A explicação mais plausível é que na camada externa da pele ou a epiderme há a proteína queratina, que compõe seus cabelos, unhas e pele.

Nas suas mãos e pés há muitas camadas de pele morta, que compõem o estrato córneo. Elas absorvem facilmente a água e começam a inchar após períodos prolongados na água, ao contrário das células de queratinas vivas mais profundas na pele em outras partes do seu corpo, como peito, estômago ou lóbulos das orelhas.

Conforme essa camada de células mortas se expande, elas começam a ocupar mais áreas de superfície, e apesar de estarem conectadas às células vivas abaixo, não tem lugar para se expandir.

Com isso ocorre o enrugamento das extremidades das mãos e pés, diferente das outras partes do corpo.

Referências bibliográficas:

  • Live Science September 14, 2011
  • Scientific American January 9, 2013
  • Biology Letters January 9, 2013
  • STAT December 22, 2016
  • How Stuff Works 2016
< Artigo AnteriorPróximo Artigo >
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 300 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre saúde e alimentação!
Conquiste uma super saúde agora!
(É GRÁTIS)
QUERO RECEBER
close-link

Por que os Dedos das Mãos e dos Pés Ficam Enrugados na Água?