Prevenção

Cuide dos seus Joelhos e Evite Quedas

Você já parou pra pensar na importância dos seus joelhos? Principalmente quando a idade já está chegando, é preciso ficar atento a essa importante articulação. Ela nos garante a independência: se você começa a ter dificuldades para se mover, as atividades diárias ficam mais complicadas, concorda?

E um dos principais fatores é a estabilidade dos joelhos. Quando eles “falham”, podem ocasionar quedas, aumentando o risco de fraturas sérias. Como sabemos, principalmente entre idosos, esse tipo de acidentes pode trazer complicações graves!

Uma pesquisa feita pela Universidade de São Francisco, na Califórnia, contou com a participação de 1842 pessoas por 5 anos. Elas eram entrevistas frequentemente sobre a instabilidade de seus joelhos.

Os médicos perguntavam se a articulação tinha falhado recentemente e trazido alguma consequência. No total, 17% dos participantes informava que seus joelhos tinham falhado; desses, 20% chegavam a ter quedas causadas pela instabilidade. Um verdadeiro perigo!

Resumindo, os pesquisadores concluíram que as pessoas com joelhos instáveis tinham 4,5 vezes mais risco de quedas comparadas com aqueles que não relatavam falhas na articulação. É muita coisa.

Como se proteger?

Segundo os pesquisadores responsáveis pelo estudo, para as pessoas que sentem instabilidade nos joelhos o ideal é já procurar por atividades que melhorem a situação, como a fisioterapia.

A prática de atividades físicas em geral também é um ganho. Uma publicação do Journal of the American Medical Association, por exemplo, demonstrou que idosos que praticavam exercícios até 3 vezes por semana tinham menos risco de quedas.

Agora, lembre-se: você pode e deve começar desde já a evitar a tendência à perda óssea e enfraquecimento das articulações. Capriche nas atividades físicas, consuma laticínios de animais criados a pasto e vegetais de folhas verde-escuras, de preferência orgânicos.

Uma supersaúde dos ossos e articulações começa pela sua iniciativa. Prevenir sempre é a melhor opção! Cuide-se para viver melhor agora e depois!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *