Saúde

Cuidado com as Bebidas Quentes Demais!

Por várias vezes já citei aqui os benefícios de algumas bebidas quentes queridas pelas pessoas. O café o chá são duas delas, habitualmente sendo consumidas em altas temperaturas.

Dentre os benefícios do café e do chá, que devem ser de preferência orgânicos e tomados sem açúcar, temos:

  • Proteção contra Parkinson, Alzheimer e síndrome metabólica
  • Redução do risco de diabetes
  • Redução do risco de obesidade
  • Redução do risco de câncer e doenças cardíacas
  • Auxílio na queima de gordura e emagrecimento

É claro que são necessários alguns cuidados. Nem todas as pessoas metabolizam bem a cafeína e podem encontrar alguns problemas ao consumir café, conforme já comentei em outro post.

No caso dos chás, é importante lembrar que nem todo chá é igual. Há um lado obscuro do chá que é muito pouco falado, ao qual me referi neste outro post, onde também comento sobre as melhores opções.

E mesmo que você esteja bebendo o café, chá ou outras bebidas quentes corretamente, há um detalhe a mais para estar atento. A intensidade da temperatura…

Cuidados ao consumir bebidas quentes

Quando se toma bebidas quentes demais, há um maior risco de câncer no esôfago. Mas, até agora, não se sabia ao certo a partir de qual temperatura esse risco aumenta… Até agora.

Uma pesquisa divulgada recentemente no International Journal of Cancer fez medições objetivas para entender um pouco mais sobre a influência negativa das bebidas quentes. Eles avaliaram os dados de mais de 50 mil pessoas com idades entre 40 e 75 anos, durante um período de 10 anos.

Os pesquisadores concluíram que pessoas que consumiam bebidas quentes acima dos 60º C tinham 90% mais chance de desenvolver câncer no esôfago quando comparadas àquelas que tomavam a temperaturas mais baixas do que isso.

Portanto, fica a dica! Para conseguir todos os efeitos protetores da sua bebida preferida, além de usar o produto certo fique atento às temperaturas altas demais. Assim você fica com todos os benefícios, sem riscos para a saúde. Aproveite!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *