Já pensou em utilizar ossos na hora de cozinhar?

Não! Essa não é uma receita da Cuca ou qualquer outra bruxa das histórias. Essa é uma receita de saúde e que vai te ajudar a mantê-la em dia. Pode acreditar, pois o assunto é bem sério.

Quando você cozinha utilizando ossos, ou então, o caldo de carne feito em casa, está melhorando e muito a qualidade nutricional dos alimentos. Na verdade, você está criando uma sopa rica em minerais.

Os ossos das carnes, vistos com certo desprezo, são a melhor parte e possuem um imenso potencial. Eles são tecidos vivos apesar da estrutura inerte, mas que contêm uma capacidade nutricional riquíssima. Infelizmente, muita gente não avalia esse potencial.

Anote essa dica e cole-a na porta da geladeira para não esquecer jamais:

Cozinhe os ossos em fogo baixo por um dia inteiro! Fazendo isso você terá um dos alimentos mais nutritivos e curativos que existe. Você pode usá-lo para sopas, guisados e até mesmo tomá-lo. A “pele que se forma no topo é ainda a melhor parte, contendo nutrientes valiosos, juntamente com gorduras saudáveis. Por isso, conserve essa pele no caldo.

Veja o que mais há de bom:

1 – Medula óssea: é um super alimento que os nossos ancestrais valorizavam muito. É gorduroso com um pouco de proteína e cheio de minerais.

2 – Colágeno e gelatina: muitas gelatinas comerciais provem de colágeno de animais, portanto você pode conseguir isso em casa. Gelatina, é benéfica para pacientes com úlcera e reduz dor articular em atletas.

3 – Glicina: osso é riquíssimo em glicina. É um aminoácido não essencial que melhora a qualidade do sono e tem importante ação antioxidante.

4 – Prolina: outro aminoácido não essencial encontrado nos ossos e que melhoram a visão. É importante precursor da formação de colágeno.

5 – Ácido hialurônico: importante no rejuvenescimento da pele e melhora a condição das articulações.

6 – Sulfato de condroitina: usado para a melhora de osteoartrite, agindo na redução da progressão desses problemas.

7 – Cálcio: importante fonte natural de cálcio, especialmente para quem não consome leite e vegetais em quantidade suficiente.

8 – Fósforo: há boa quantidade nos ossos, e age especialmente tamponando a acidez no sangue.

9 – Magnésio: os ossos são uma excelente fonte de suplementação do magnésio, uma vez que a alimentação moderna está carente desse mineral.

10 – Enxofre, potássio e sódio: são minerais que precisamos em pequenas quantidades, mas importantes para a saúde. Melhoram a função articular.

Lembre-se que a melhor forma de se extrair todas essas vantagens dos ossos é cozinhando com eles, ou usá-lo na forma de caldo. Esse caldo pode ser guardado e usado rotineiramente no preparo dos alimentos!

[divider]

Referências bibliográficas:

– CNN Health November 6, 2012

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

3 Comments

  1. Muito bons os conselhos sobre a utilização de ossos na alimentação vou incorporar na minha cozinha.

  2. Gostei das orientações sobre os ossos, que na maioria das vezes não aproveitamos.

    Grata.

  3. Edna Rocha Fernandes sigo muito suas orientações . Agora sem duvida vou começar a usar ossos na minha alimentação . obrigada por ajudar a todos nós ..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




























               Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link