Confirmado: O Envelhecimento Altera sua Flora Intestinal. Veja como se Proteger.

Se você me acompanha por aqui, sabe que sempre comento sobre a importância de uma boa ecologia intestinal.

Quando temos mais bactérias boas do que ruins nos intestinos, temos uma digestão melhor, absorvendo melhor os nutrientes da comida… Além de mais proteção, pois a maioria das nossas células de imunidade estão nos intestinos.

Se seu intestino está saudável, pode ter certeza de que sua proteção será bem maior.

Há também uma relação já conhecida entre o intestino e o cérebro. 

Hoje se sabe que uma boa ecologia intestinal, por promover a saúde, é fundamental para prevenir doenças como o Alzheimer.

E esse é um motivo de preocupação se observarmos o que mostrou uma pesquisa recente, feita por cientistas americanos.

Eles analisaram amostras do intestino delgado de pessoas entre 18 e 80 anos.

Com isso, conseguiram avaliar como as bactérias intestinais diferentes reagiam a diferentes estímulos do ambiente.

Como era de se esperar, algumas era extremamente sensíveis ao uso de medicamentos e a doenças.

O mais curioso, segundo eles, é que foram encontradas bactérias que são influenciadas apenas pela idade cronológica. Ou seja, na medida em que os anos avançam, você pode ficar mais carente de alguns tipos de bactérias boas.

Isso sem contar com outros problemas que prejudicam os seus intestinos, como alimentação ultraprocessada, açúcar e o uso de remédios que destroem a ecologia intestinal.

O quadro da alimentação moderna é de certa forma preocupante por seus prejuízos à flora intestinal. 

Daí a importância de entendermos esses processos para tentar nos manter mais saudáveis.

Então…

É hora de melhorar sua ecologia intestinal

Bom, se o envelhecimento causa uma piora da flora intestinal… E se todos estamos envelhecendo a cada segundo…

É hora de começar a se mover para reverter essas perdas!

Felizmente já sabemos bem o que fazer, e são medidas muito simples. Apenas com algumas mudanças de hábitos você poderá melhorar sua flora intestinal.

Essas dicas valem para pessoas de qualquer idade, certo?

Vamos lá:

– Consuma alimentos de origem animal sempre de animais criados a pasto. Carne, manteiga, leite e queijo feitos assim são sempre melhores, porque animais criados em confinamento recebem doses de antibiótico, que acabam chegando aos seus intestinos e prejudicando a flora intestinal.

– Consuma alimentos fermentados, pois eles já contêm bactérias boas. Estou falando de iogurtes, kefir, natto e outros alimentos fermentados. Esses são os probióticos naturais que os seres humanos usam há milhares de anos e que você deveria estar usando agora.

– Consuma alimentos prebióticos, que basicamente são os vegetais com muitas fibras. São os alimentos que nutrem as bactérias boas e fazem elas se desenvolverem. Maçãs, nozes e sementes de linhaça são alguns bons exemplos.

Suplementos probióticos também são uma boa ideia. Com eles você leva as bactérias intestinais direto pra dentro do seu corpo de forma simples e rápida. 

Tenha em mente usar um produto de qualidade, com no mínimo 200 milhões de CFU (unidade formadora de colônia). Ele também precisa ser resistente à degradação pelos sais biliares, chegando íntegro no intestino para exercer seu papel terapêutico.

Melhorando seu intestino você estará promovendo uma Supersaúde.

Pense nisso!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *