Como Tornar a sua Air Fryer Útil para o Emagrecimento

O que faz da Air Fryer um sucesso é o fato de ser uma fritadeira que se encaixa cada vez mais na modernidade da vida, já que o preparo dos pratos e rápido e o aparelho é de fácil limpeza e manutenção.

Além disso, atende às pessoas que fogem das gorduras pelo potencial risco de ganho de peso e geração de doenças cardiovasculares.

Mas é bom esclarecer que esse era o conceito que se entendia…

Já está bem claro à comunidade cientifica, pela imensa quantidade de publicações, que considerar as gorduras algo prejudicial não tem sentido.

Sabemos que as gorduras saturadas boas podem e devem ser usadas. Na verdade, o vilão por trás de certos óleos é outro…

Trata-se dos óleos vegetais processados ricos em ácido linoleico ômega-6, ou seja, pró-inflamatórios, geradores de oxidação e gordura trans. 

Eles sim devem ser evitados a todo custo!

Danos dos óleos vegetais processados

Seu efeito consegue ser mais deletérico do que o açúcar refinado e o xarope de milho com alto teor de frutose, estando correlacionado com a geração de todas as doenças metabólicas e degenerativas crônicas.

Ele causam:

  • lesão de DNA;
  • disfunções mitocondriais;
  • inibição da cardiolipina, um protetor mitocôndrial;
  • geração de produtos de oxidação extremamente tóxicos quando aquecidos, como 4-hidroxinonenais (4HNE) e aldeídos cíclicos;
  • lesão da parede dos vasos sanguíneos (endotélio);
  • rigidez de membrana celular;
  • redução da glutationa hepática, importante protetor antioxidante. 

Como turbinar o emagrecimento com o Air Fryer 

Estando claro de que o grande problema são os óleos vegetais poli-insaturados, voltemos à Air Fryer.

Veja como ela pode ser útil no seu objetivo de emagrecimento:

Dieta Keto

Na verdade, entendo a Air Fryer como uma grande aliada na dieta keto, que é a forma mais efetiva e saudável de perda de peso. 

Neste caso, deve-se usá-la no preparo dos alimentos, respeitando as corretas proporções necessárias para uma dieta keto, que são:

– Restringir carboidratos a virtualmente zero. As principais fontes de carboidratos que precisam ser cortadas são grãos e todas as formas de açúcar, incluindo frutas com alto teor de frutose. Legumes e vegetais folhosos, que também são carboidratos, mas ricos em fibras, podem ser consumidos sem restrições.

– Agregar gorduras saudáveis. Como exemplos temos: abacates, óleo de coco, ômega-3 de origem animal de peixes gordurosos, manteiga, ghee, banha de porco, iogurte, nozes cruas, sementes, azeitonas e azeite, além de óleo MCT. Evite todas as gorduras trans e óleos vegetais poli-insaturados altamente refinados.

– Limite a proteína a uma grama/quilo de peso/dia. Esportistas e idosos, dobrar a quantidade. Como exemplo temos carnes, laticínios e ovos de animais criados a pasto. Não me refiro a gestantes, pois não aconselho usar esses protocolos nessa fase.

Com isso, você usufruirá de toda a facilidade que ela gera e o mantém longe do uso de óleos vegetais hidrogenados que normalmente se usa para fritar, assar e grelhar os alimentos.

Isso garante que você vai ficar longe do grande vilão da alimentação moderna que são esses óleos geradores de gorduras trans e acrilamida, (carcinogênicos e genotóxicos).

A boa notícia é que simplesmente substituir óleos perigosos por gorduras saturadas saudáveis ​​pode ajudar muito no seu emagrecimento e melhorar sua saúde de forma geral, reduzindo os riscos de doenças crônicas. 

Supersaúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *






















                           Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link