Prevenção

Como Proteger seu Cérebro do Alzheimer

Não espere os primeiros sinais de esquecimento e perda de memória para começar a agir, pois a doença de Alzheimer se inicia cerca de 20 anos antes de se manifestar.

Portanto, o momento é agora, então veja o que você já precisa adotar:

Dieta keto e cíclica

Com isso você transforma seu metabolismo em uma máquina de queimar gordura para gerar energia, e não carboidrato, como é muito comum atualmente. Para isso, siga esta dieta que é rica em gordura, moderada em proteínas e baixa em carboidratos, reduzindo em 44% o risco de Alzheimer.

Assim você ativa o seu sistema corpóreo para produzir cetonas, o melhor combustível para o cérebro. Essa mudança previne atrofia cerebral, regride sintomas de Alzheimer e restaura função neuronal.        

Por outro lado, dieta rica em carboidrato aumenta o risco de demência em impressionantes 89%. Confira aqui mais detalhes sobre a dieta keto.

Aumente a sensibilidade à insulina

Há uma correlação importante entre sensibilidade a insulina e doença de Alzheimer.

Nas situações aonde ocorre perda de sensibilidade à insulina, haverá elevação da glicemia, condição que predispõe demência e Alzheimer, além de diabetes e doenças cardíacas.                                   

Recentemente, publicação no Journal Diabetologia evidenciou que uma alimentação rica em carboidratos refinados, açúcar, frutose e grãos está ligada à doença de Alzheimer, e quanto maior a glicemia, mais rápido é o declínio cognitivo.

Outros ingredientes que também são prejudiciais ao cérebro incluem glúten, óleos vegetais, alimentos transgênicos e pesticidas.

Reduza esses alimentos, pois só assim vai conseguir manter os níveis de insulina em jejum em valores adequados.

Procure manter sua insulina entre 3 e 5 microUI/mL.

Enfatize na dieta gorduras saudáveis, como gorduras saturadas de origem animal como carne vermelha, manteiga e ovos de animais a pasto, óleo de coco, ômega-3 de origem animal, TCM, nozes e macadâmia, que são fundamentais para a função cerebral ideal.

Evite as gorduras trans ou gorduras hidrogenadas, como margarina e óleos vegetais.

Estratégia antioxidante

Com isso se neutraliza o máximo de processo oxidativo e inflamatório a nível cerebral.

A própria dieta keto já produz menos radicais livres, pois como metaboliza em cima de gorduras gerando cetose, há menos oxidação e reduz-se inflamação, melhorando a expressão do DNA.

Banhos de sol e suplementação de vitamina D

Procure fazer exposição solar regular de forma consciente de no máximo 30 minutos por dia. Além disso, é aconselhável uma suplementação de vitamina D, sem esquecer da vitamina K, magnésio e cálcio.

Os estudos sugerem a manutenção de um nível de vitamina D entre 60 e 80 ng / mL. É aconselhável exames de controle dos seus níveis de vitamina D de 2 a 3 vezes por ano para que não atinja níveis tóxicos.   

Equilibre sua ecologia intestinal

Todas as doenças começam no intestino e neste caso não é diferente. Sem o equilíbrio da flora intestinal, a nossa absorção de nutrientes fica comprometida induzindo também má nutrição cerebral. Portanto, procure utilizar alimentos fermentados e cultivados, junto com um probiótico de qualidade.

Evite alimentação refinada e industrializada, antibióticos, protetores gástricos e minimize o estresse.

Desintoxicação de metais tóxicos

Alguns desses metais estão relacionados com indução de doença de Alzheimer, como:

  • Mercúrio: evite e troque suas obturações de amálgama, uma das principais fontes de metais pesados.
  • Alumínio: evite panelas de alumínio, desodorantes e certos antiácidos.

Evite certas medicações

  • Estatinas: Agem suprimindo a síntese de colesterol, e com issoreduzem o nível de coenzima Q10 e vitamina K2 no cérebro, comprometendo o aporte de antioxidantes lipossolúveis ao cérebro.
  • Drogas anticolinérgicas: Agem bloqueando a acetilcolina, um neurotransmissor do sistema nervoso, aumentando o risco de demência. Como exemplo temos:  certos analgésicos narcóticos, anti-histamínicos, indutores de sono, certos antidepressivos e controladores de incontinência.

Dormir de 7 a 8 horas por noite

A falta de sono acelera a degeneração neuronal, comprometendo a memória e outras funções cognitivas. Com isso, potencializa-se o aparecimento de Alzheimer

Estímulos mentais

Procure fazer palavras cruzadas, montar quebra-cabeças, aprender a tocar um instrumento ou uma nova língua, atitudes que estão associadas com redução do risco de demência e Alzheimer.

Cultive esses hábitos! Eles vão lhe proteger do Alzheimer e de muitas outras condições desaforáveis de saúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *