Bem-Estar

Como Impulsionar sua Testosterona Naturalmente

Frequentemente eu ouço nas consultas iniciais as mesmas reclamações de meus pacientes do sexo masculino: falta de energia, problemas para dormir, sem desejo sexual, ganho de peso e os temidos “peitos do homem”.

Muitos relatam tentarem a pequena pílula azul ou injeções de testosterona, sem sucesso.

Já outros dizem que isso ajuda no quarto, mas não faz nada pela energia ou ganho de peso.

A maioria dos homens tenta de tudo para voltar “à ativa”, justificando o enorme mercado de medicamentos com testosterona, uma vaca leiteira de cerca de US$ 4 bilhões por ano para a indústria farmacêutica.      

Mas essas drogas “maravilhosas” trazem junto alguns problemas sérios, como atrofia de testículos, ganho de peso, tornozelos inchados e coágulos sanguíneos, para citar alguns.

Além disso, esses tratamentos não são apenas arriscados e antinaturais, eles apenas mascaram seu verdadeiro problema.

É por isso que eu não prescrevo essas drogas sintéticas.

Eu sigo o princípio que devemos copiar a natureza,portanto, ajudo meus pacientes a aumentar sua testosterona naturalmente com nutrição, fitoterápicos e reposição hormonal bio-idêntica. Esta, é a cópia fiel dos hormônios produzidas pelos seres humanos, especialmente o homem, mas reproduzida em laboratório.

Com isso, as possibilidades de risco são minimizadas a praticamente zero.

Agora, em termos nutricionais, um dos melhores micronutrientes para elevar os níveis de testosterona é o boro.

Nossos ancestrais no passado recebiam o boro de que precisavam por meio da dieta, o que hoje é quase impossível pelo fato dos nossos alimentos serem pobres em nutrientes.

Hoje apenas cerca de 10% dos homens recebem o que eles precisam. E, segundo a literatura, para superar essa deficiência básica,recomenda-se a suplementação de pelo menos 3 mg por dia.

E o que muita gente não sabe… é que níveis mais altos do que o normal de boro aumentam sua testosterona.

Segundo um estudo recente, 13 homens foram suplementados com 6 mg de boro por dois meses. E no final do teste, os níveis de testosterona livre aumentaram 29,5%.         

Num outro estudo, com apenas uma semana de suplementação de boro, os homens que usaram-no apresentaram:      

  • 28% de aumento nos níveis de testosterona livre.
  • 39% de diminuição dos níveis de estrogênio livre.

Os alimentos ricos em boro incluem abacates, maçãs, feijão, amêndoas e passas.

Só para ilustrar, hoje, com essa alimentação moderna pobre,você teria que comer doze maçãs para obter os níveis que recebia de sua comida no passado.

Agora veja os fitoterápicos que também ajudam:

1) Bulbine natalensis

Erva tradicional africana que promove aumento da testosterona naturalmente. Age estimulando o hormônio de aumento de testosterona (GnRH) do hipotálamo no cérebro, fazendo com que os testículos produzam testosterona.

Um estudo sul-africano mostrou que elevou em 347% a testosterona. Segundo a literatura é sugerido tomar 100 mg por dia.  

 2) Tribulus terrestres  

É uma erva indiana que desenvolveu uma reputação por suas habilidades sexuais, pois aumenta os níveis de hormônio luteinizante no corpo, induzindo a elevação dos níveis de testosterona.

Uma avaliação em homens saudáveis usando Tribulus apresentou um aumento médio de 30% nos níveis de testosterona após apenas cinco dias de suplementação oral. Nos estudos a dosagem usada foi de 250 a 500 mg uma vez por dia.

3) Tongkat Ali

Esta erva tem sido usada por centenas de anos em toda a Malásia, Tailândia e Indonésia. Um grupo de pesquisadores suplementou a Tongkat Ali em 13 homens ativos entre as idades de 57 e 72, diariamente, por apenas cinco semanas. Todos eles tiveram um aumento significativo na testosterona total.       

A sugestão nos estudos para manter os níveis de testosterona livre variam de 50 mg a 400 mg por dia.

4) Cordyceps. Dong Chong Xia.  

Há muito que é utilizado tanto na medicina tradicional chinesa como na tibetana. Cientistas da Universidade de Nottingham estudam a cordicepina, um dos compostos medicinais ativos encontrados nesses fungos, como um potencial medicamento contra o câncer e de correção de ecologia intestinal, fundamental na defesa imunológica.      

Além disso, melhora o desempenho sexual e atlético, promovendo aumento de testosterona. Foi utilizado com muito êxito por atletas olímpicos chineses, despertando o interesse, pois aumenta a produção de ATP, força e resistência, e tem efeitos antienvelhecimento.

O Cordyceps apresenta também ação hipoglicemiante, importante no emagrecimento e diabetes. Age protegendo o fígado e os rins, aumenta o fluxo sanguíneo e tem sido usado para tratar a hepatite B. A literatura mostra dosagens eficientes de 500 mg, 2 a 4 vezes por dia.

Atenção, esses suplementos ainda não são aprovados no Brasil. Converse sempre com seu médico sobre qualquer possibilidade de tratamento, mesmo com relação a suplementos naturais. E Supersaúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *