Seu Colchão pode Prejudicar o Desenvolvimento do seu Bebê!

Nosso colchão deveria ser o local onde nos sentimos mais tranquilos e descansados. Afinal, esse é o objetivo dele! Mas ultimamente não temos muitos motivos para relaxar. As mais recentes descobertas sobre os problemas encontrados nos estofados é capaz de nos deixar com os nervos à flor da pele!

Já comentei isso por aqui, e antes de ir à nova – e preocupante – descoberta de hoje, vou refrescar a sua memória. Como muitos produtos industrializados, os estofados dos colchões estão cheios de químicos que agem como xenoestrogênios, ou seja, que imitam o estrógeno ao terem contato com seu corpo. Como exemplos, temos:

  • Fitalatos, causadores de câncer, presentes também em plásticos, cosméticos, panelas e muito mais.
  • BPAs, causadores de desregulação endócrina que leva à dominância estrogênica e perda da libido.
  • Metais pesados, ​​como arsênico e mercúrio.
  • Produtos químicos retardantes de chamas, que foram ligados ao câncer e comprometimento do seu sistema imunológico.

É nesse último item que se encontram os estofados. Eles contêm bromo e derivados, usados como retardante de chamas. O problema é que essas substâncias podem causar estragos na sua tireoide, levando a hipotireoidismo e queda do iodo. Seu metabolismo também fica mais lento, e você ganha peso sem saber por quê.

Várias pesquisas já demonstraram os prejuízos desse tipo de material. Uma pesquisa de 2019 avaliou ginastas olímpicos e descobriu que o corpo dos atletas continha altos níveis desses tóxicos. Não é nem preciso dizer que eles treinam diariamente usando colchões de poliuretano…

E nem no seu carro você está seguro. Uma pesquisa feita pela Universidade da Califórnia descobriu que, muitas vezes, o ar do lado de DENTRO do seu carro é mais poluído que o das ruas. Mais uma consequência dos produtos retardantes da espuma do estofado, que se solta aos poucos no ar.

Será que nem os bebês estão a salvo?

Como se não bastasse tudo isso, o seu bebê pode também estar correndo riscos. Essa é a conclusão de um estudo da Universidade de Colúmbia, nos Estados Unidos. Eles deram uma tarefa de leitura para 33 crianças de 5 anos de idade, e mediram seus resultados.

Os dados foram comparados com amostras de sangue das mães, tiradas durante a gravidez, já pensando nessa pesquisa. Eles observaram algo alarmante: quanto maior a concentração dessas substâncias nocivas no sangue da mãe, ainda quando grávida, piores eram os resultados da leitura das crianças.

O uso dos éteres de difenila polibromados, como são chamados esses retardantes de chamas usados em estofados, já foram proibidos em muitos lugares. Mas os cientistas alertam que eles demoram a se degradar, continuando nos ambientes. Por isso, há duas iniciativas que você precisa tomar agora:

1 – Trocar o seu colchão;

2 – Começar uma estratégia de desintoxicação do organismo.

Clicando aqui você será direcionado para um artigo especial sobre o assunto, onde comento sobre os melhores suplementos e medidas a tomar. E, claro, quais as melhores opções de colchão para sua saúde. Aproveite!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

close-link
close-link