Cigarros Eletrônicos Podem estar Intoxicando seus Pulmões!

Desde que falei por aqui sobre os cigarros eletrônicos, novas pesquisas sobre o assunto não param de aparecer. Mas as notícias não são nada boas… Embora muito alardeados no começo como uma ajuda “saudável” para quem quer parar de fumar, a realidade se mostrou totalmente diferente!

Nos Estados Unidos alguns estados chegaram a proibir esses cigarros depois dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) registrarem mais de 800 casos de lesões pulmonares em usuários de e-cigars.

Agora, surge o primeiro estudo feito a partir de biópsias pulmonares de pessoas que usavam cigarros eletrônicos. Em todos os casos houve lesão pulmonar aguda, dois deles resultando em mortes.

A análise, liderada pela Mayo Clinic e publicada no The New England Journal of Medicine, esperava encontrar lesões causadas por acúmulo de lipídios, mas concluiu algo diferente. Segundo o Dr. Brandon Larsen, patologista cirúrgico e especialista em patologia pulmonar:

“[…]parece ser algum tipo de lesão química direta, semelhante ao que se pode ver com exposições a vapores químicos tóxicos, gases venenosos e agentes tóxicos. Esta é uma crise de saúde pública, e muitas pessoas estão trabalhando freneticamente o tempo todo para descobrir quais podem ser os culpados – e quais produtos químicos podem ser responsáveis. Com base no que vimos em nosso estudo, suspeitamos que a maioria dos casos envolva contaminantes químicos, subprodutos tóxicos ou outros agentes nocivos em líquidos para o uso de cigarro eletrônico.”

Cigarros eletrônicos: hora de ficar alerta!

Já passou da hora de ficarmos atentos aos alertas dos órgãos de saúde e evitar mais essa armadilha. Orientar os jovens é especialmente importante, pois o número de adolescentes que tem aderido a essa “moda” só aumenta. Atraídos pelos sabores, eles acabam iniciando no hábito de fumar com esses aparentemente inofensivos cigarros eletrônicos. O resultado você pode imaginar…

Por conta disso, as organizações médicas já estão se organizando e não faltam recomendações. O Canadian Medical Association Journal, por exemplo, relembra que o uso entre adolescentes de 16 e 17 anos aumentou 37% só em 2018!

A publicação afirma ainda que além dos riscos imediatos, não se sabe o que esse tipo de cigarro pode causar a longo prazo e que ele está associado tanto ao início quanto à continuação do tabagismo ao longo da vida. Portanto, se você está considerando os cigarros eletrônicos, não se engane: caia fora dessa! Nenhum cigarro é bom para você. Pense nisso e Supersaúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




























               Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link