É muito Stent para pouca solução!

Só na última década, mais de sete milhões de americanos colocaram Stent em suas artérias do coração, sendo que a grande maioria provavelmente não precisava desse procedimento como primeira e única alternativa.Em minha opinião, bem como na de diversos especialistas, os Stents não deveriam ser colocados nas artérias a menos que o paciente apresentasse uma obstrução muito significativa no fluxo sanguíneo para o coração, que provocasse o infarto da musculatura cardíaca ou uma dor incontrolável no peito. É preciso deixar claro que os Stents não funcionam como preventivos para ataques cardíacos ou derrames.

Deficiência em Estatina e os novos parâmetros para medição do Colesterol

Existe uma estatística que traz que as medicações para colesterol estão entre as drogas mais vendidas no mundo atualmente, e que um em cada quatro americanos acima dos 45 anos é o que mais consomem essa medicação. Esse número tende a aumentar de acordo com as orientações apoiadas pela American Heart Association e pelo American College of Cardiology.Anteriormente, os parâmetros que mediam a necessidade da utilização destas medicações eram baseados nos níveis de colesterol, e agora, passa a ser baseado nos fatores de risco de doença cardíaca. Porém, esses parâmetros estão apoiados em avaliações controversas e sem precisão, o que faz com que haja um aumento desnecessário do consumo de medicações.

Os riscos do consumo diário da Aspirina

Durante toda a minha trajetória médica até aqui, sempre ouvi que o correto era indicar a aspirina, de modo preventivo, para quem não tivesse tido um ataque cardíaco e até mesmo para os indivíduos que apresentem esse quadro em seu histórico clínico. Isso, todo mundo já sabia; afinal, uma aspirina ao dia era considerada uma medicação preventiva.Acontece que recentemente a Food & Drugs Administration (FDA) reverteu essa orientação e, baseada em estudos, concluiu que não há comprovações que suportem o uso preventivo da aspirina para indivíduos que não tenham tido nenhum evento cardiológico. A FDA observou que não há benefícios estabelecidos e que riscos como sangramento cerebral e estomacal e a aplasia de medula continuavam presentes.

Cuidado com o uso de Acetaminofen

Existe um ditado que diz que a diferença entre o veneno e o remédio está na dose. E este ditado não poderia estar mais certo, principalmente quando o assunto são medicamentos contendo Acetaminofen.Um novo estudo confirma que o uso destas medicações por vários dias em dosagem pouco acima da indicada pode ser fatal. O estudo, conduzido pelo Dr. Kenneth Simpson, da Universidade de Edimburgo na Escócia, conclui que você está mais propenso a morrer por uma cumulativa overdose de Acetaminofen (dosagens pouco maiores do que as convencionais por vários dias ou semanas) do que de overdose por uma única dose.

Falta de acidez estomacal e seus problemas

Engana-se que ainda pensa que a azia é resultado de uma alta concentração de acidez no estômago. Ao contrário do que vem sendo pregado há anos, a azia é resultado da falta desta acidez.Acontece que não é só a azia que é resultado desta condição. Veja abaixo a lista de problemas que são causados pela falta da acidez estomacal:

A velha e inapropriada guerra contra o colesterol

Você sabia que para o seu corpo produzir vitamina D a partir da exposição ao sol ele depende de um precursor? E você sabe quem é ele?Bom, nós estamos falando do colesterol! Isso mesmo! Talvez você não saiba, mas ele é extremamente importante para a saúde; além de ser precursor da vitamina D ele também é um componente fundamental de cada célula do nosso corpo, sendo também produzida por elas. O colesterol é um antioxidante cerebral e precursor de todos os hormônios sexuais.

Deficiência de cálcio traz sérios danos para a saúde. É melhor se prevenir!

É importante que você tenha em mente que a deficiência de cálcio traz sérios problemas para a sua saúde e que você precisa se prevenir para que estes problemas não acarretem situações ainda piores.Em primeiro lugar verifique se você se encaixa em algum destes perfis que fazem parte do chamado grupo de risco:

Você sofre com cálculo renal? Então, veja esta dica!

Só quem já sofreu ou ainda sofre com cálculo renal sabe o tamanho da dor e do desconforto que isso causa. As dores alcançam níveis intoleráveis. E acontece que, mesmo passadas as crises, os cuidados devem ser mantidos, ou melhor, redobrados.Para te ajudar a ser ver livre desta situação eu separei uma dica simples, rápida e que fará toda a diferença em sua vida. Pode confiar!

Atenção para os novos cuidados com medicação para resfriado

Ao menor sinal de coriza, pense em zinco! Ao usar pastilhas que contêm este mineral você ataca o resfriado com rapidez e segurança. Então se lembre, ao sentir os primeiros sintomas de resfriado ou dor de garganta, comece a usar essas pastilhas!E mais um detalhe: não é todo zinco que age igual.

Boas novas – A pressão elevada que antes era um problema, agora é normal!

Aquela poderia ser uma manhã como outra qualquer do mês de dezembro de 2013, a não ser por um fato que mudaria a vida de milhões de pessoas. Isso mesmo! A grande maioria da população acordou naquele dia sob a notícia de que não era mais hipertensa.Seria isso um conto de fadas? Um milagre? Como é que os problemas de pressão alta sumiram assim, tão de repente? Essas pessoas se viram livres do receio de sofrerem um derrame, e melhor, estavam livres dos remédios de pressão e de seus riscos, como a diabetes tipo 2, por exemplo.




























               Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link