Você queima mais calorias no verão ou no inverno?

Quando chega o verão e os dias estão mais quentes, muita gente logo se anima a praticar atividades físicas. É hora de suar a camisa para perder aquelas calorias, emagrecer e ter um corpo mais saudável e bonito. E aí você se pergunta: será que estou queimando todas as calorias que gostaria? Ou será que no inverno esse gasto seria mais eficiente?Isso é uma dúvida comum, e vou esclarecê-la. Quando se exercita no tempo frio, você queima menos calorias do que no tempo quente, porque quanto mais calor, mais esforço faz o seu coração para evitar o excesso de aquecimento.

Antioxidantes aumentam a performance em exercícios e melhoram a saúde

Essa dica é para aqueles praticantes de atividades físicas. Você sabia que uma suplementação com antioxidantes além de fazer bem para a saúde, ajuda nos treinos? Já aparece de forma consistente na literatura médica que o exercício promove aumento do processo de lipoperoxidação (ou seja, oxidação das membranas celulares). Trabalhos recentes mostram que o exercício levado à exaustão promove aumento da taxa de formação de radicais livres no músculo.Essa geração de radicais livres em músculos e fígados de indivíduos treinados está certamente relacionada com a suplementação ou deficiência dos nutrientes antioxidantes, que agem induzindo o dano muscular pelo exercício. Em geral, os antioxidantes incluem as vitaminas C e E, o mineral selênio e a Coezima Q10, os quais se apresentam naturalmente no nosso organismo.

O segredo do aumento muscular revelado

Se houver alguém mais cruel do que a Mãe Natureza, eu, com certeza, ainda não conheço.  Ela te dá uma cabeça cheia de cabelos, músculos sólidos como rochas, dentes fortes e uma mente afiada…Aí, um por um, ela arranca-os de você como um sádico que arranca as asas de uma borboleta.

Coloque a gordura para trabalhar por você e perca peso sem esforço!

Não, definitivamente eu não estou ficando louco! Você pode sim usar a gordura em seu favor e ainda fazer com que ela te auxilie a perder peso com o mínimo de esforço.Bom, a maior parte da gordura que encontramos no nosso corpo é branca. Essa é aquela gordura que acaba se acumulando em torno do abdômen e que tira muita gente do sério.

Tudo tem medida. Até o uso dos esteroides!

Já sei! Você já ouviu de (quase) tudo sobre esse assunto. Certamente ouviu coisas ruins e outras bem piores. Acertei?Mas, de fato, você sabe o que são os esteroides? Deixa eu te explicar: os esteroides anabolizantes são elementos sinteticamente alterados produzidos para estimular o aumento da massa muscular e melhorar a atividade física. E ponto!

Você já ouviu falar em síndrome do excesso de treinos?

Pouca gente sabe, mas a síndrome do excesso de treinos caracteriza-se por uma variedade de manifestações clínicas e laboratoriais que promovem a diminuição do desempenho dos atletas. A síndrome foi intensamente discutida pela comunidade médica no último Encontro Anual do Colégio Americano de Medicina Esportiva.Entre estas manifestações algumas são bem mais pronunciadas, tais como a diminuição da testosterona; elevação do cortisol (hormônio esteroide secretado pela glândula adrenal); diminuição da relação testosterona/cortisol; destruição de glóbulos vermelhos (hemólise); anemias e elevação de enzimas citoplasmáticas (secretadas pela parte não nuclear da célula) e ainda a amenorreia (falhas na menstruação) nas mulheres.

Comece agora mesmo a treinar as suas gorduras. Eu vou te explicar como!

Você sabia que nós temos dois tipos de células gordurosas em nosso corpo e que elas respondem de forma diferente do ponto de vista metabólico? Estas células são denominadas de célula gordurosa branca e célula gordurosa marrom, e possuem funções biológicas diferenciadas.Entre 85% a 90% das nossas células gordurosas são do tipo branca, responsável simplesmente pela estocagem e depósito de gordura, apresentando uma forte tendência em causar a obesidade. Por outro lado, são apenas 10% a 15% de células de gordura marrom, responsáveis pela geração de calor e energia. Acontece que a célula de gordura marrom contém cerca de 10 mil mitocôndrias por célula, enquanto a célula de gordura branca possui somente 100 mitocôndrias.

Quer se exercitar da forma certa? Então, siga o exemplo de seus ancestrais!

Se voltarmos alguns milhões de anos no tempo vamos encontrar o que a ciência considera o melhor regime de condicionamento físico. Trata-se do comportamento de nossos ancestrais caçador-colhedores; eles possuíam movimentos que incluíam curtos surtos de atividades de alta intensidade, sem corridas de longa distância. A ciência propõe que se quisermos um melhor condicionamento, temos que imitar este estilo de atividade.O seu programa de exercício deve ser desafiador, como era para os nossos ancestrais, mas não deve ser excessivo; ele deve ser combinado com um amplo tempo para a recuperação.  Da mesma forma que um excesso de exercício com grande esforço pode danificar o seu coração, uma pequena quantidade também não será suficiente para trazer benefícios. É preciso encontrar a medida certa!