Você já ouviu falar em síndrome do excesso de treinos?

Pouca gente sabe, mas a síndrome do excesso de treinos caracteriza-se por uma variedade de manifestações clínicas e laboratoriais que promovem a diminuição do desempenho dos atletas. A síndrome foi intensamente discutida pela comunidade médica no último Encontro Anual do Colégio Americano de Medicina Esportiva.Entre estas manifestações algumas são bem mais pronunciadas, tais como a diminuição da testosterona; elevação do cortisol (hormônio esteroide secretado pela glândula adrenal); diminuição da relação testosterona/cortisol; destruição de glóbulos vermelhos (hemólise); anemias e elevação de enzimas citoplasmáticas (secretadas pela parte não nuclear da célula) e ainda a amenorreia (falhas na menstruação) nas mulheres.

Comece agora mesmo a treinar as suas gorduras. Eu vou te explicar como!

Você sabia que nós temos dois tipos de células gordurosas em nosso corpo e que elas respondem de forma diferente do ponto de vista metabólico? Estas células são denominadas de célula gordurosa branca e célula gordurosa marrom, e possuem funções biológicas diferenciadas.Entre 85% a 90% das nossas células gordurosas são do tipo branca, responsável simplesmente pela estocagem e depósito de gordura, apresentando uma forte tendência em causar a obesidade. Por outro lado, são apenas 10% a 15% de células de gordura marrom, responsáveis pela geração de calor e energia. Acontece que a célula de gordura marrom contém cerca de 10 mil mitocôndrias por célula, enquanto a célula de gordura branca possui somente 100 mitocôndrias.

Quer se exercitar da forma certa? Então, siga o exemplo de seus ancestrais!

Se voltarmos alguns milhões de anos no tempo vamos encontrar o que a ciência considera o melhor regime de condicionamento físico. Trata-se do comportamento de nossos ancestrais caçador-colhedores; eles possuíam movimentos que incluíam curtos surtos de atividades de alta intensidade, sem corridas de longa distância. A ciência propõe que se quisermos um melhor condicionamento, temos que imitar este estilo de atividade.O seu programa de exercício deve ser desafiador, como era para os nossos ancestrais, mas não deve ser excessivo; ele deve ser combinado com um amplo tempo para a recuperação.  Da mesma forma que um excesso de exercício com grande esforço pode danificar o seu coração, uma pequena quantidade também não será suficiente para trazer benefícios. É preciso encontrar a medida certa!

Ocupado demais para se exercitar? Fique em forma com apenas 20 minutos por semana!

Sinto muito em te informar que aquela velha desculpa da falta de tempo para praticar exercícios físicos não cola mais. Ou você arranja uma nova desculpa ou aceita esta dica que eu tenho para você. E posso te afirmar que a segunda opção é muito melhor.Uma pesquisa recente mostrou que curtos surtos de exercício intenso, ainda que feitos somente por um total de poucos minutos por semana, podem proporcionar muitos benefícios para a saúde e para a boa forma. E detalhe, estes benefícios são os mesmos que você obtém naquelas cansativas e longas jornadas de exercícios convencionais.

Você sabia que os seus genes podem determinar quanto de exercício você precisa?

Infelizmente temos o hábito de generalizar certas coisas, o que não é diferente quando o assunto é a prática do exercício físico. Frequentemente, tendemos a acreditar que o exercício afetará a maioria das pessoas de formas similares. Acontece que isso pode ser uma simplificação exagerada, pelo menos quando se trata do mínimo de exercício que você pode fazer para manter sua boa saúde.É preciso entender que as pessoas respondem ao exercício de formas muito diferentes uma das outras. Isso foi comprovado por um estudo internacional que pediu a mil pessoas que se exercitassem quatro horas por semana em um período de 20 semanas. Seus acondicionamentos aeróbicos foram medidos antes e depois de começarem este regime e os resultados foram marcantes.

Quer viver mais? Então, trate de ter mais massa muscular!

Não é segredo para ninguém que a atividade física praticada de quatro a cinco vezes por semana ajuda a prolongar a vida. Ou seja, tenha músculos fortes se quiser ter uma vida longa.Porém, quando procuramos associar algum suplemento para ajudar nesse fortalecimento, o que mais se comenta é que a creatina ajuda a criar músculos. O meu conselho é que você tome muito cuidado com esses produtos em pó para fisiculturistas, pois muitos deles não contêm exatamente o que está na rotulagem. Basta observar o que aconteceu recentemente no Brasil; algumas marcas continham menos proteína e mais carboidrato do que se propunham. Com isso você pode na verdade estar ganhando tecido gorduroso e não músculos.

Entenda um pouco mais sobre os efeitos dos hormônios esteroides

Poucas pessoas que praticam o levantamento de peso, também conhecido como exercício resistido, desenvolvem músculos que tencionam a pele até o limite.Ao levantar peso você acaba promovendo uma reparação muscular que causa aquela sensação de dores nos músculos, logo no dia seguinte ao treino. Então, você aguarda de dois a 15 dias até que este desconforto passe e o seu músculo fique curado. A sua sensação é a de que quando essa dor passa seus músculos estão mais fortes do que antes do treinamento. Daí você percebe que pode levantar mais peso uma vez por semana ou, quem sabe, a cada duas semanas. Você passar a ter a impressão de que só está tendo benefícios com a prática do levantamento de peso uma vez a cada dez dias.

Corrida de longa distância danifica o seu coração

Você se orgulha por correr quilômetros e mais quilômetros todas as semanas? Você ama o desafio e a adrenalina de completar uma maratona? Se todas as respostas foram sim, fique atento!Como corredor eu entendo o impulso que leva muitos atletas e guerreiros de fim de semana a competir nestes eventos vigorosos.  Mas, agora que eu tenho examinado as pesquisas mais recentes, eu acredito firmemente que fazer isso pode colocar o seu coração em risco.  Por exemplo, dois estudos recentes demonstraram: