Será que eu devo consumir gordura?

Nunca antes na história da nutrição humana falou-se tanto sobre o papel das gorduras e óleos (tecnicamente chamados por lípides); jornais e revistas estão cheios de artigos sobre o assunto e programas de rádio e televisão têm falado sobre isso com grande frequência. Isso prova que as discussões acerca da gordura estão mesmo em evidência.Acontece, que desde que o mundo é mundo, nada é perfeito e, quase todos esses artigos e até mesmo os livros têm sido escritos por indivíduos que não têm treinamento científico verdadeiro em óleos e gorduras. E infelizmente, muito do que eles têm falado é incorreto ou completamente inaceitável. Além disso, nos textos sobre nutrição e alimentação divulgados pelos mais variados veículos, há tantos erros, especialmente sobre gordura e óleos, que mal dá para acreditar como uma pessoa foi capaz de dizer tudo aquilo. Individualmente, podem até haver erros por falta de cuidado, mas coletivamente eles têm sido muito frequentes.

Não precisa se preocupar… Coma chocolate!

Se você é um daqueles indivíduos que ficam de bom humor quando mordem uma barra de chocolate, saiba que isto não é por acaso. Essa sensação é resultado de uma razão química, chamada anandamida – um neurotransmissor produzido no cérebro – que temporariamente bloqueia as sensações de dor e depressão.Poucos alimentos, e com certeza nenhuma sobremesa, têm tanto efeito terapêutico evidenciado por pesquisas científicas acumuladas, ligando o seu consumo com dezenas de benefícios para a saúde.

É diabético? Então coma um bife!

Sou sempre muito criticado por endossar a carne vermelha, mas os pesquisadores da Purdue University e da Penn State descobriram que a gordura nas carnes vermelhas e nos queijos pode evitar a diabete.Nesse estudo descobriu-se que o ácido linoleico conjugado (CLA) – um ácido gorduroso poliinsaturado encontrado em carne, queijo, aves e ovos – evita o início da diabete em animais de laboratório. Isto sugere que o CLA pode ajudar a normalizar ou a reduzir o nível de glicose no sangue e evitar a diabete. Os pesquisadores dizem que o CLA natural parece funcionar tão bem quanto uma nova classe de drogas que combate a diabete, os chamados thiazolidinediones (TZDs).

Goji Berry – Uma alternativa natural para emagrecer!

Típica do nordeste chinês e regiões do Himalaia, a Goji Berry é classificada como uma das mais importantes plantas entre cerca de 8 mil ervas e alimentos curativos. Ela chega a ser considerada o “tesouro nacional chinês”. Textos médicos da China Antiga já enalteciam sua ação na vitalidade, fortalecimento e restauração de órgãos importantes, especialmente olhos, fígado e rins.Sua ação é baseada no potencial antioxidante medido pelo valor do ORAC (Oxygen Radical Absorsance Capacity), que é um método desenvolvido por cientistas do National Institute of Health, para mensurar a capacidade antioxidante de diferentes alimentos e suplementos.

Estudo tendencioso sobre a Dieta das Proteínas não apresenta evidências!

De acordo com estudo, dietas ricas em proteínas podem causar câncer. Será um estudo consistente? Descubra toda verdade agora!O Jornal Folha de São Paulo do dia 11 de março deste ano, portanto na última terça-feira, trouxe em seu caderno Equilíbrio a manchete “Dietas da proteína EM XEQUE”. Nela o jornal fala sobre um recente estudo publicado no Journal of Cell Metabolism.

O pesadelo do tigre Tony

Quero compartilhar um segredo com vocês que eu tenho certeza que pouca gente conhece. A razão pela qual consumimos grãos no café da manhã vem de dois irmãos que acreditavam que consumir carne durante esta refeição é algo errado.Há 150 anos, os americanos comiam carne de porco, de gado ou aves no café da manhã. No século 19, comiam um café da manhã farto em carnes e fibras naturais com poucos grãos. E nessa época, a obesidade era extremamente rara.

Você sabia que açúcar pode acabar com a sua vida amorosa?

De acordo com um estudo publicado no Journal of Clinical Investigation, altos níveis de glicose e frutose podem desativar o gene que controla a quantidade de hormônio sexual no seu sangue. Isso acontece quando o seu fígado degrada esses açúcares provocando uma desativação do SHBG, conhecido como o hormônio sexual ligado à globulina.E você sabe qual é a importância do SHBG? Pois saiba que é ele quem regula a quantidade de testosterona e estrógeno na sua circulação. Sem o SHBG para essa regulação, esses hormônios sexuais ficam fora de sintonia podendo desenvolver impotência e baixa libido nos homens e efeitos ainda mais graves nas mulheres. Nelas, além do diabetes que também pode reduzir a libido, o SHBG baixo pode causar infertilidade, ovários policísticos, acne e câncer uterino.

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER
close-link

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER
close-link