Alimentação

Caqui: Proteção Contra o Câncer e Benefícios para sua Visão

Você pode nunca ter imaginado isso, mas saiba que o caqui é considerado a fruta nacional do Japão. Mas mesmo sendo originária do oriente, especialmente das ilhas japoneses e de regiões da China, a fruta se deu muito bem nos climas tropicais, e hoje é bastante apreciada também por aqui.

Quem não o conhece bem chega até a confundi-lo com o tomate, devido à semelhança entre os dois. Mas não é só nisso que se parecem…

Assim como os tomates, os caquis estão cheios de vitamina A. Uma fruta contém 55% da necessidade diária dessa vitamina, que dá aquela ajuda para que você enxergue longe e com clareza. Também contém licopeno, luteína, zeaxantina e betacaroteno, potentes antioxidantes.

Outra vitamina importante e presente é a C, e em boa quantidade, correspondendo a cerca de 21% da necessidade diária – uma boa pedida para prevenir e tratar gripes e resfriados.

Caqui e prevenção do câncer

Os caquis também são ricos em fisetina, um flavonóide presente em várias frutas e vegetais. Pesquisas indicam que essa substância pode ajudar no combate a células cancerígenas na mama, no cólon e na próstata.

A fisetina também é conhecida por proteger nosso corpo de outras doenças. Ela ajuda, por exemplo, a limpar os depósitos de proteínas nocivas que levam ao Alzheimer; melhorar quadros de ansiedade; reduzir a inflamação no organismo e muitos outros benefícios.

O caqui também contém

  • Uma boa quantidade de fibras
  • Vitaminas do complexo B
  • Bastante quantidade de manganês
  • Cobre
  • Fósforo

Cuidados no consumo de caqui

Se você já provou um bom caqui maduro, colhido no tempo certo, notou o quanto ele é doce. Isso porque é uma das frutas com maior quantidade de frutose, o açúcar das frutas.

São 12 g em uma fruta média, o que é bastante coisa. Então, evite o excesso para não alterar sua resistência à insulina. Uma opção melhor é agregá-lo aos smoothies verdes, junto com vegetais folhosos. Assim você minimiza o impacto do açúcar e ainda consome mais fibras, vitaminas e minerais. Aproveite!

Referências bibliográficas:

  • Food Facts. Mercola.com
  • https://www.drrondo.com/beneficios-fisetina/
  • Salk Institute for Biological Studies. 2014 Jan 27
  • Int Immuno pharmacol. 2008 Mar.
  • Hum Mol Genet. 2011 Jan 15;20(2):261-70
  • Biochem Pharmacol. 2014 Jun 1; 89(3):349-60
  • Pharmacol Rep. 2014 Dec; 66(6):1037-42
  • Sci Rep. 2016
  • Self Hacked Benefits of 5-HTP. 2017
  • Eur J Pharmacol. 2015 Jun 19
  • Carcinogenesis. 2015 Jun; 36(6):696-706
  • Tumour Biol. 2015 May; 36(5):3407-15
< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *