Caju: Vale a Pena Consumir?

Poucas pessoas sabem disso, mas muitos países no mundo sequer consomem o caju como fazemos por aqui. Como ele é muito sensível e tem pouca vida útil, costuma ser consumido apenas nos países produtores, como Índia e Brasil. A castanha-de-caju, por outro lado, é amplamente conhecida por todo o planeta.

É importante lembrar ainda que, na verdade, o fruto do cajueiro é a castanha, e não a parte com polpa. O caju que conhecemos por esse nome é, portanto, um pseudofruto. Ele é o pedúnculo da fruta – mas nem por isso deixa de ter alguns nutrientes relevantes para a saúde.

Como outros vegetais tropicais, tem uma boa quantidade de vitamina C, por vezes até mais concentrada do que nas laranjas. Conta também com vitamina e as do complexo B. Dentre os minerais, podem ser encontrados cálcio, fósforo e ferro.

Caju e queima de gorduras

Uma pesquisa de 2013, publicada no Journal of the International Society of Sports Nutrition, avaliou os efeitos do suco de caju na queima de gordura. Foram avaliados homens que praticavam atividade física e sedentários, que durante 4 semanas tomaram suco de caju ou um placebo.

Eles eram orientados para fazerem exercícios de alta intensidade durante o período do estudo e passaram por testes. A pesquisa concluiu que aqueles que utilizaram o suco como suplementação aumentavam a taxa de queima de gorduras.

Como usar de forma segura

Atenção! Apesar dos dados relatados acima, não quer dizer que você deva tomar suco de caju com objetivo de emagrecimento. Veja bem, estamos falando de um estudo controlado em pessoas que praticavam exercícios de alta intensidade, acompanhados por cientistas.

A fruta tem uma alta concentração de carboidratos e deve ser consumido com moderação. Para aproveitar os benefícios, vitaminas e minerais sem alterar sua sensibilidade à insulina, fica a recomendação de sempre: use em smoothies verdes, com vegetais folhosos, que irão minimizar o excesso de carboidratos. Veja aqui algumas receitas e adapte, substituindo a fruta pelo caju.

Ah, e nem é preciso falar que estamos falando da fruta ao natural, e não dos sucos engarrafados e industrializados que encontramos aos montes no supermercado, ok?

E se você quiser de fato aproveitar o caju, opte pelo fruto verdadeiro: a castanha-de-caju. Essa sim é um superalimento! Para saber tudo sobre ela, é só clicar aqui e conferir um artigo especial. Supersaúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




























               Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link