[Atenção] Seu Sutiã pode estar Destruindo seus Seios

Para as meninas, o momento de usar o sutiã marca uma passagem para mais feminilidade. E mesmo que isso não seja mais confortável, é sim por um ponto importante em suas vidas.

Há poucas dúvidas de que o sutiã tem um propósito, especialmente para mulheres com seios grandes, que podem apresentar grandes desconfortos e até dores.

Por outro lado, os seus supostos benefícios para a saúde e para a beleza têm sido questionados…

Portanto vamos ver o que a ciência tem mostrado sobre seu sutiã.

Desvantagens do sutiã

1. Pode promover enfraquecimento do tecido mamário

É o que dizem os estudos de Jean-Denis Rouillon, professor de ciência do esporte na Universidade de Besançon, na França, que durante 15 anos estudou o efeito dos sutiãs no corpo feminino entre mulheres de 18 a 35 anos. 

Rouillon constatou que as mulheres que nunca usaram sutiãs tinham mamilos em média 7 milímetros mais altos em relação aos ombros.

Segundo ele, o uso constante do sutiã promove uma acomodação dos músculos e ligamentos de suspensão, que sustentam os seios. 

Por não estarem sendo trabalhados (enfiados em um sutiã todos os dias), eles tendem a atrofiar e, consequentemente, deixar os seios flácidos, sem tônus ​​e sem sustentação natural.

Aqui vale também o que sempre se comenta: músculo não usado perde a função. 

2. Dores posturais na cabeça, costas e seios

Esse enfraquecimento dos músculos que sustentam os seios promove uma postura de compensação que contribui para dor nas costas, segundo o professor Rouillon.

Além disso, muitas mulheres estão usando o tamanho errado de sutiã, o que pode estar causando todos os tipos de dores, tensões e problemas visíveis na postura. 

Segundo o estudo realizado pela empresa suíça de lingerie Triumph, que avaliou 10.000 mulheres, cerca de três quartos delas usavam sutiã do tamanho errado para o tamanho dos seios. 

3. Restrição do fluxo sanguíneo

O sutiã pode eventualmente apertar os nervos em torno de suas costas e coluna e contribuir para dores de cabeça tensionais. Eles também podem causar irritação severa na pele, tornando seu dia muito pior.

E de acordo com Richard Moore, um osteopata e massoterapeuta esportivo de Nottingham, Inglaterra, ainda “pode haver pressão desnecessária no diafragma, pois se você fica sentada em uma mesa por horas todos os dias, isso afeta o mecanismo de respiração e também pode ser um link direto para problemas de digestão e intestino irritável síndrome (IBS)”. 

Ele acredita também que “um sutiã mal ajustado é uma maneira infalível de desenvolver problemas nas costas e no pescoço”.

4. Compromete a circulação e drenagem linfática

Muitos médicos e pesquisadores concordam que usar um sutiã apertado pode interromper a drenagem linfática, podendo contribuir para o desenvolvimento do câncer de mama.

O motivo é a compressão da musculatura do seio e área circunjacente, que compromete a excreta de todas as toxinas às quais você está exposta diariamente, como por exemplo, o alumínio contido nos antitranspirantes – já que a drenagem linfática está prejudicada. 

De acordo com o Dr. Michael Schacter, em seu artigo The Prevention and Complementary Treatment of Breast Cancer:

       “Mais de 85% do fluido linfático que flui da mama drena para os gânglios linfáticos das axilas. A maior parte do restante drena para os nódulos ao longo do osso do peito. Sutiãs e outras roupas apertadas externas podem impedir o fluxo.

        A natureza do sutiã, o aperto e o tempo de uso influenciarão o grau de bloqueio da drenagem linfática. Assim, usar um sutiã pode contribuir para o desenvolvimento de câncer de mama como resultado do corte da drenagem linfática, de modo que os produtos químicos tóxicos ficam presos na mama.”

Já o Dr. John McDougall, em seu livro intitulado The McDougall Program for a Healthy Heart: Sutiãs, mostra que essa condição também em sido implicada no aumento de cistos e nódulos benignos (não cancerosos) na mama.  

        “Após episódios repetidos de inflamação, os seios desenvolvem tecido cicatricial em muitos lugares, e alguns dos dutos de leite ficam obstruídos, formando cistos. A doença fibrocística da mama, não surpreendentemente, está associada a um risco maior de câncer de mama.”

5. Aumenta risco de câncer

Os médicos antropólogos Sydney Singer e Soma Grismaijer, autores de Dressed to Kill: The Link Between Breast Cancer and Bras, estudaram mais de 4.000 mulheres e descobriram que as que não usam sutiãs têm um risco muito menor de câncer de mama. Clique aqui para saber mais detalhes sobre isso e ver quais tipos de sutiã você deve evitar.      

Outra publicação, de 1991, no European Journal of Cancer, descobriu que mulheres na pré-menopausa que não usavam sutiãs tinham metade do risco de câncer de mama em comparação com as usuárias de sutiã. 

Já pesquisadores do Department of Environmental Health, Nara Women’s University, no Japão, comprovaram que usar sutiã pode reduzir seus níveis de melatonina em 60%.  

Esse hormônio envolvido com a regulação dos ciclos do sono, de acordo vários estudos, mostra atividades anticâncer, pois é um poderoso antioxidante que previne danos ao DNA. 

E de acordo com pesquisadores espanhóis, a melatonina tem possível efeito na prevenção e tratamento do câncer de mama.  

6. Sutiãs não são flexíveis

O seio da mulher está em constante mudança, ao contrário do sutiã que é sempre fixo o seu tamanho.

Essa mudança ocorre mensalmente no ciclo hormonal, aonde há aumento ou diminuição de seio, mas também quando se está grávida ou quando se amamenta. Sem dizer de quando se ganha ou perde peso.

Certamente isso pode danificar seus seios, diminuir a elasticidade da pele nessa área, além de reduzir a circulação e oxigenação, que é rejuvenescedora dos tecidos.

Isso tudo não quer dizer que você não deva usar sutiã, mas nos momentos que tiver possibilidade de ficar sem, como em casa ou a noite quando for dormir, já poderá tem um efeito bem positivo na sua saúde.

Conclusão

Deixar de usar o sutiã quando você não precisa pode ajudar seus seios e seu bem estar.

Use somente quando você realmente precisar, pois nesses casos ele de fato tem sua função. 

Supersaúde

Referências bibliográficas:

  • Lancet 1999 May 22;353(9166):1742-5 
  • European Journal of Cancer, 1991;27(2):131-5
  • Lancet 1999 May 22;353(9166):1742-5
  • J Natl Cancer Inst 2001; 93: 1513-1515
  • Histol Histopathol 2000 Apr;15(2):637-47
  • Medical News Today. April 13, 2013
  • Chronobiol Int 2000 Nov;17(6):783-93 “The effects of skin pressure by clothing on circadian rhythms of core temperature and salivary melatonin.” Lee YA, Hyun KJ, Tokura H, Department of Environmental Health, Nara Women’s University, Japan
< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *






















                           Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link