Atenção aos “Outros” Prejuízos da Covid-19!

Eu sei que você está preocupado com a Covid-19 e quer se proteger contra a doença. Está totalmente certo! Além de seguir as recomendações para evitar a propagação do vírus, tenho certeza de que está buscando o melhor. Mas tem algo a que nem todos estão atentos…

Silenciosamente, outros fatores decorrentes da pandemia se alastram entre as pessoas. E eles podem também estar afetando você! Então, deixa eu te fazer uma pergunta… Como está a sua mente com tudo isso? O excesso de preocupação está te deixando pra baixo, até mesmo deprimido? Esse mal estar aumentou o seu sedentarismo? Então você não está sozinho…

Prejuízos mentais da Covid-19

Alguns pesquisadores britânicos faziam já há 2 anos uma pesquisa sobre os hábitos e saúde mental dos estudantes universitários. Mas eles nem poderiam imaginar que, em meio à pesquisa, apareceria uma pandemia que mudaria tudo!

De uma outra pra outra, esses jovens precisaram ir pra casa e fazer estudo remoto. Além disso, não podiam mais sair de casa como antes, devido às orientações dos órgãos de saúde. E aí, o que aconteceu?

Comparando-se com o período anterior à Covid-19, os níveis relatados de ansiedade e depressão dispararam. Até mesmo o excesso de notícias ruins sobre a doença parece ter interferido na saúde mental dos universitários.

Mesmo nas férias de primavera do hemisfério norte notou-se uma diminuição drástica da atividade física. Também aumentou bastante o tempo em que os jovens passavam em seus smartphones, já que nem sempre podiam sair para praticar atividades ao ar livre. Conforme diz o professor Jeremy Huckins, um dos autores do estudo:

“A COVID-19 teve um impacto negativo imediato no bem-estar emocional dos estudantes universitários que estudamos. Claramente, o impacto do COVID-19 se estende além do vírus e seus impactos diretos. Uma questão não resolvida é se a saúde mental e a atividade física continuarão a se degradar com o tempo ou se veremos uma recuperação e quanto tempo essa recuperação levará.”

Isso lhe parece familiar? Pois é… Trata-se da realidade de muitos durante esses tempos de pandemia. Essa pesquisa reforça que devemos não só estar atentos à prevenção contra o vírus, mas também com nosso bem-estar físico e mental, que tende a se deteriorar nesse período se não tomarmos cuidado.

Cuidando da mente e do corpo durante a pandemia

Você pode até achar difícil espantar o desânimo e se manter ativo neste momento. Mas isso é necessário e possível! Confira algumas dicas que podem ajudar:

Atividade física

Não as deixe de lado, pois isso pode piorar o seu sistema imunológico e sua saúde de forma geral. Mesmo em casa é possível se mover. Uma ótima indicação é o exercício supra aeróbico, que descrevi inicialmente no meu livro 20 Minutos e Emagreça. Ele é rápido, eficaz e fácil de fazer. Clique aqui para entender como funciona e começar agora.

Alimentação

Com o isolamento, o uso de comida pronta, congelada e outros snacks potencialmente perigosos tende a aumentar. Não caia nessa! Esse é o momento em que você mais precisa de alimentos naturais e saudáveis. Sua imunidade depende deles!

  • Procure ao máximo fazer uma dieta keto, privilegiando gorduras naturas boas, proteínas em moderação, bastante vegetais e carboidrato o mínimo possível;
  • Evite fumar;
  • Evite o excesso de álcool e prefira uma taça de um bom vinho tinto por dia. Ele contém resveratrol, um potente polifenol que tem ação na imunidade, saúde cardíaca, é antibactericida e antiviral. Mas, como eu disse, é preciso moderação.
  • Consuma alimentos naturais e não processados, fontes de vitaminas e minerais;
  • Enfoque ainda aqueles que são fontes naturais de zinco, fundamental para imunidade. Estou falando de carne de animais criados a pasto, cacau, sementes de abóbora, queijos, castanhas de caju e outros. Confira aqui uma lista completa dos itens e benefícios.

Convivência

Mesmo em isolamento social, não deixe de entrar em contato com pessoas queridas. Isso pode ser feito até mesmo por telefone ou chamada de vídeo. Use a tecnologia a seu favor!

Uma pesquisa recente, feita nos Estados Unidos, mostrou que o suporte emocional é fundamental em tempos estressantes. Saber ouvir e confortar alguém pode até mesmo salvar vidas, como já mostrei neste outro artigo.

Então, não se deixe abater. Podemos estar passando por tempos difíceis, mas depende de você tomar atitudes que possam mitigar os riscos e danos. Siga essas dicas e vamos todos nos cuidar. Supersaúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




























               Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link