Prevenção

As 4 Dicas Fundamentais para se Manter Saudável Durante o Frio

Este tem sido um inverno daqueles… Temos passado por várias ondas de frio intenso, e nesses momentos precisamos redobrar a atenção com nossa saúde. Com esse tempo, o ambiente ao nosso redor muda bastante e isso nos afeta de forma direta!

Por isso, selecionei algumas dicas importantes e práticas para você se prevenir até o final da estação. É sempre bom ficar atento. Confira:

Mantendo-se saudável no tempo frio

1 – Hidratação e pele seca

Muitos ainda acreditam que a causa da pele seca durante o inverno é decorrente da necessidade de beber mais água, já que naturalmente reduzimos nossa ingestão de líquidos no tempo mais frio.

É claro que você precisa sim se hidratar e que geralmente nessa época a umidade do ar é menor… Mas não é essa a principal causa da sua pele seca. O que acontece é que a água nas nossas células vem da metabolização das gorduras, e não do seu copo d’água.

A pele seca é causada pela ausência de gorduras boas na alimentação. Quando se consome muito carboidrato refinado e pouca gordura, gera-se o ressecamento da pele.

Ao modificar sua dieta priorizando gorduras naturais boas, como na dieta keto, seu corpo produz mais água dentro da célula. Você garante mais ácidos graxos disponíveis para as glândulas sebáceas, e como consequência uma hidratação de pele natural. Bons óleos para a pele ganhar turgor são manteiga, banha de porco, óleo de coco e óleo de oliva.

2 – Pratique atividades físicas: você irá emagrecer com saúde

Praticar atividades físicas é importante durante todo o ano, mas por causa do frio, tendemos a reduzir o ritmo no inverno. Se tem uma dica que posso lhe dar nesse contexto é: não faça isso!

Quando você treina no frio, você modifica a composição das gorduras no seu corpo. Ele entende que precisa gerar mais calorias para se aquecer e os músculos liberaram uma enzima chamada irisina.

Ela impulsiona a conversão de células de gordura branca em marrons. As primeiras, são as gorduras localizadas – os famosos “pneuzinhos” e tudo aquilo que você quer perder para ter uma bela silhueta.

Já a gordura marrom é responsável por aquecer nosso corpo, gerando calor que queima energia ao invés de armazená-la. Portanto, é mais ativa metabolicamente e mais fácil de queimar.

3 – Cuidado com a qualidade do ar!

Com o frio, aumenta a concentração de poluentes no ar. Isso aumenta também os riscos de problemas cardíacos, de pulmão, respiratórios em geral e até de danos ao cérebro – especialmente com temperaturas abaixo de 17º C e para os idosos.

Você não tem o controle da situação fora de casa, mas no ambiente doméstico é possível tomar medidas para reduzir o perigo. Alguns exemplos são:

  • Tentar controlar ou eliminar tantas fontes de poluição quanto possível;
  • Manter o conforto térmico no ambiente (entre 17 e 24º C);
  • Usar um sistema de purificação de ar para os ambientes;
  • Limpar a casa com produtos não tóxicos (como bicarbonato de sódio, peróxido de hidrogênio e vinagre) e produtos de higiene pessoal mais seguros;
  • Aumentar a ventilação abrindo algumas janelas todos os dias;
  • Colocar plantas dentro de casa, pois elas ajudam na desintoxicação dos ambientes.

4 – Mantenha as vitaminas em dia

Para se proteger melhor nessa época de condições mais adversas, é fundamental uma estratégia para manter níveis ótimos de vitaminas essenciais. Em especial, é preciso estar atento às vitaminas C e D.

A vitamina C está intimamente envolvida no funcionamento do sistema imunológico. Portanto, manter níveis adequados desta vitamina colabora na prevenção de gripes e resfriados bem como redução do tempo de doença.

Já a vitamina D é um hormônio esteroide com ação antimicrobiana, envolvida na produção de 200 a 300 peptídeos no organismo responsáveis ​​pelo combate a bactérias, vírus e fungos. Mantenha níveis ótimos de vitamina D (entre 80 e 100ng/mL) e assim terá menor o risco de desenvolver um resfriado ou uma gripe.

O inverno ainda não acabou, então é hora de colocar em prática essas sugestões. Além disso, elas não valem somente para essa época… Uma Supersaúde deve ser prioridade o ano todo!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *