Saúde

Arnica: a Poderosa Erva que Promove Vários Tipos de Cura

Quando se fala em dor ou hematoma, quem não experimenta arnica?

Trata-se de um dos analgésicos naturais mais populares para o tratamento da dor.

A arnica, um suplemento homeopático, à base de uma planta perene da Sibéria, Europa e América do Norte, é usado para fins medicinais desde 1500.

Seus princípios ativos:

  • Lactona sesquiterpênica – um composto químico conhecido por seus efeitos anti-inflamatório, analgésico, antibacteriano e anticoagulante. Também é rico em timol, flavonóides, inulina, carotenóides e taninos.

Apesar de ser raro apresentar efeitos colaterais, não é aconselhável usá-lo puro, pois pode ser tóxico e causar graves complicações de saúde.

O aconselhável é usar formas altamente diluídas de arnica para remédio homeopático e aproveitar seus benefícios sem colocar sua saúde em risco

Formas de apresentação

O suplemento de Arnica é encontrado para uso oral na forma de comprimidos, gotas e chás.

Pode ser usado também na forma para aplicações tópicas como: Óleo, Gelo ou Creme.

Indicações da arnica

  • Dor muscular – alivia dores corporais causadas por trauma, cirurgia ou inflamação. Apresenta menos riscos do que os anti-inflamatórios não-esteróides sem receita médica e outros medicamentos contra a dor.
  • Edema ou inchaço – promove diminuição do inchaço, especialmente aqueles que são causados por entorse, fraturas ou picadas de insetos.
  • Hematomas e feridas – acelera o processo de cicatrização de hematomas e feridas. Estimula a produção de glóbulos brancos, que descongestiona a área afetada.
  • Visão – melhora a microcirculação da retina, especialmente em diabéticos
  • Infecções – seus componentes ativos têm ação antibacteriana, protegendo contra infecções.
  • Osteoartrite – alivia dor e rigidez muscular.
  • Cabelo – promove o crescimento capilar
  • Aftas – ajuda a reduzir aftas e ulcerações na boca, especialmente para pacientes em quimioterapia.

Dosagem da Arnica

A dosagem normalmente disponível é 5C ou 30C em termos de potência.

Procure usá-la diluída para evitar efeitos colaterais.

Nos indivíduos sensíveis à helenalina, um componente da arnica, pode ocorrer:
tontura, vômito, tremores, fraqueza, até irritações gastrointestinais e comprometimento hepático, renal e cardíaco.

Não é aconselhável usar as formas tópicas por tempo prolongado, pelo risco de irritação de pele.

Crianças e mulheres grávidas ou amamentando também devem evitá-la.

Um médico homeopata pode lhe ajudar a encontrar a melhor forma de uso.

Referências bibliográficas:

  • Herb Wisdom, Arnica Benefits
  • Homeopathy, 2003 Oct;92(4):187-9
  • J R Soc Med, February 2003;96:60-65.
  • J Altern Complement Med, 2008; 14(1): 17-25
  • Web MD Vitamins and Supplements, Arnica
  • Arch Surg, November, 1998;133:1187-1190.
  • Complementary Therapies in Medicine, 1998;6:71-74.
  • Natural Living Ideas, The Incredible Benefits & Uses of Arnica
  • Thromb Haemost, 2005;93:3-7.
  • British Medical Journal, June 3, 1995;310:1439-1442.
< Artigo AnteriorPróximo Artigo >
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 300 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER
close-link

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 300 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre saúde e alimentação!
Conquiste uma super saúde agora!
(É GRÁTIS)
QUERO RECEBER
close-link

Arnica: a Poderosa Erva que Promove Vários Tipos de Cura