Prevenção

Aprender um Segundo Idioma Protege o seu Cérebro

Vivemos em um mundo cada vez mais globalizado, progressivamente se conectando através da internet. E para quem quer viver bem nesse mundo, falar somente um idioma é praticamente impossível.

Você com certeza já sabe da importância prática de falar um segundo ou até terceiro idioma: mais oportunidades de trabalho, mais conhecimento para absorver, mais livros para ler, etc. Mas e os benefícios para saúde, você conhece? Pois é, uma segunda língua pode literalmente proteger o seu cérebro!

Segundo idioma e proteção contra demência

Um estudo avaliou 648 pessoas com demência diagnosticada, das quais 391 eram bilíngues. Foi comparada a época da vida em que esses pacientes começaram a ter os primeiros sintomas para saber se havia alguma diferença.

As conclusões foram incríveis: aqueles que sabiam uma segunda língua só começaram a ter demência em média 4,5 anos mais tarde do que os que não sabiam. Essa diferença foi mais frequente nos casos de doença de Alzheimer, demência frontotemporal e demência vascular.

Também foi levado em consideração se os pacientes estudados tinham diferentes ocupações profissionais e graus de instrução. Descobriu-se que  esse adiamento da demência acontecia até naqueles que eram analfabetos, ou seja, que aprenderam uma segunda língua naturalmente em seus locais de origem.

Isso é muito importante, pois significa que o benefício não tem somente a ver com a questão educacional: só o fato do cérebro trabalhar com duas línguas diferentes já é suficiente. Os cientistas acreditam que tem a ver com o aumento do nível de atenção e da função executiva cerebral.

Outras atividades que protegem contra o Alzheimer

Embora não seja o caso da pesquisa citada acima, é fato que, quanto mais você estuda e absorve conhecimento, mais beneficia o seu cérebro. A leitura, por exemplo, aumenta a atividade da função cerebral, melhorando a memória e reduzindo o declínio cognitivo em 32%.

Outras atividades, como jogos de raciocínio (xadrez, quebra-cabeças, caça-palavras, etc) reduzem as chances de desenvolver o Alzheimer em mais de 2,5 vezes. Incrível, não é mesmo?

Portanto, cuide da sua mente, você só tem a ganhar! E se falar um segundo idioma já era importante antes, agora é muito mais. Minha sugestão é que aprenda a segunda língua o quanto antes – e o mesmo vale para as crianças. É garantia de um cérebro supersaudável para a vida toda, e por mais tempo!

Referências bibliográficas:

  • Neurology. November 26, 2013; 81 (22).
  • Science  18 Oct 2013: Vol. 342, Issue 6156, pp. 377-380.
  • Neurology. July 23, 2013; 81 (4)
  • PNAS March 13, 2001. 98 (6) 3440-3445.
  • Lewis, D. (2009), Galaxy Stress Research, Mindlab International, Sussex University, UK.
< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *