Antibióticos podem Fazer Mal para o seu Coração?

Já venho falando há algum tempo sobre o problema do uso indiscriminado de antibióticos. Aliás, isso é algo que vem sendo alertado em todo o mundo, e as pesquisas recentes mostram como é uma preocupação atual e importantíssima.

Em primeiro lugar, é claro, pelo perigo da criação de micro-organismos resistentes. Quando os antibióticos são tomados sem necessidade – ou quando você não segue a receita prescrita pelo médico – as bactérias mais fortes sobrevivem…

Então, elas se reproduzem e o resultado é o risco caótico de pequenos agressores que nenhum remédio conseguirá conter. O mesmo vale para o consumo de carne de animais confinados, que para sobreviverem ao cativeiro insalubre precisam ingerir antibióticos. Eles chegam a você pelo seu bife, causando os mesmos efeitos citados acima – e é por isso que sempre indico o consumo de produtos de animais criados soltos e pastoreando.

Mas há também outro problema. É algo simples, mas extremamente perigoso… Nunca se esqueça que todo remédio tem efeitos colaterais!

Antibióticos e a saúde do seu coração

Sabe aquelas letrinhas miúdas das bulas de remédio, que ninguém te conta? Os estudos científicos estão sempre encontrando novas informações… E dessa vez, estou falando de problemas cardíacos!

Um estudo feito pela Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá, analisou os dados de mais de 125 mil pacientes. Eles buscavam entender efeitos colaterais de alguns antibióticos de uso comum.

Ao conferirem o as prescrições médicas desses pacientes e os problemas de saúde que vieram a apresentar, os pesquisadores concluíram que pessoas que estavam usando ou tinham usado ciprofloxacina recentemente tinham maior risco de regurgitação aórtica e mitral – uma espécie de refluxo sanguíneo no coração.

É isso mesmo… Acabaram de descobrir um novo efeito colateral que afeta diretamente o seu coração, em um antibiótico usado com frequência. Com mais pesquisas confirmando o achado, isso deve passar a figurar naquelas letrinhas miúdas que comentei…

O que fazer?

É claro que não estou falando que você nunca mais tomará um antibiótico. Há casos em que ele é realmente necessário. O problema é quando eles são receitados em situações de saúde comuns, onde você poderia evitar a exposição a efeitos colaterais nocivos como esses.

Para se ter uma ideia: uma política implantada em hospitais de emergência americanos passou a dar informações frequentes a médicos e pacientes sobre prescrição e uso corretos de antibióticos. Um estudo demonstrou que somente isso reduziu o uso de antibióticos em 30%. Ou seja… Um terço das pessoas usavam-nos sem necessidade!

Portanto, a sugestão é que sempre converse com seu médico sobre essa possibilidade. E quando precisar tomar antibióticos, siga as orientações dele corretamente. Por fim, pratique atividades físicas, alimente-se de forma adequada e cultive uma boa flora intestinal. Só isso já irá prevenir muitas doenças, e aqui no site você encontra várias dicas que vão ajudar. Lembre-se que a prevenção é a melhor medicina!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *