Saúde

Antibióticos Podem estar Destruindo a Saúde dos Seus Ossos

Acredito que você já saiba o quanto dependemos das bactérias boas que vivem nos nossos intestinos. Elas nos auxiliam na digestão e são parte da primeira proteção do nosso corpo contra doenças. O grande problema é o excesso de antibióticos…

Em certos momentos, realmente precisamos deles para combater problemas emergenciais. Mas quando você os ingere, além de matar as bactérias causadoras da doença, acaba matando também as bactérias boas que atuam no seu intestino.

É fundamental, portanto, que você reponha sua boa flora intestinal com alimentos e suplementos probióticos. O problema é que as pessoas estão exagerando, tomando antibióticos mesmo quando eles não são necessários…

Isso sem falar nas pequenas doses de antibióticos que recebemos oculta em alimentos, como nos produtos derivados de animais que vivem em confinamento. Tudo isso é terrível para sua flora intestinal. E a cada dia se descobre novos dados que comprovam essa afirmação!

Como antibióticos podem comprometer seus ossos

Uma pesquisa recente comparou a saúde do sistema esquelético de ratos antes e depois do uso de antibióticos que desregulavam sua microbiota. Ficou claro que, quando a ecologia intestinal era prejudicada, havia um aumento da atividade de um tipo de células ósseas, os osteoclastos.

Enquanto isso, o outro tipo, os osteoblastos, não se alteraram, criando-se assim um desequilíbrio. Com isso concluiu-se que quando a microbiota intestinal foi afetada por antibióticos, houve uma desregulação na comunicação entre as células do sistema imunológico e as células ósseas.

Os dados são referentes principalmente à fase pós-puberal, e mostram na prática uma resposta pró-inflamatória que pode atrapalhar o desenvolvimento dos ossos.

Eu sei que isso é bastante preocupante. Então, fique atento: evite o excesso de antibióticos! Só use com recomendação médica e quando for estritamente necessário. E caso isso aconteça, reponha sua flora intestinal o mais rápido possível.

Além disso, mantê-la saudável é fundamental. Privilegie uma dieta rica em gorduras naturais boas, carne,leite e ovos de animais criados a pasto e capriche nos vegetais folhosos para obter fibra, o alimento principal das bactérias boas.

Consuma também alimentos fermentados e evite ao máximo os carboidratos e processados, incluindo quaisquer tipos de grãos. Assim você ajuda sua ecologia intestinal e consequentemente garante uma Supersaúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *