Alimentação Infantil: Não Deixe pra Depois o que Precisa Começar Agora

É uma pena, mas muita gente ainda tem esse tipo de pensamento…

Eles acham que as crianças podem “comer de tudo” – ou seja, comer errado – só porque ainda são jovens.

E aí apostam que o metabolismo infantil vai dar conta de tanto junk food, como se isso não trouxesse consequências mais à frente.

Mas saiba que mesmo crianças que não estão acima do peso podem ter prejuízos com uma alimentação cheia de açúcar e gordura ruins…

O pior é que nada disso se resume apenas à infância, mas ao resto da vida!

É hora de entender melhor esse assunto e mudar a sua percepção.

Os efeitos do junk food nas crianças – para além das aparências

Uma pesquisa recente descobriu uma possibilidade preocupante. O junk food pode estar prejudicando as crianças de uma forma não aparente…

Na flora intestinal!

Os pesquisadores da Universidade da Califórnia – Riverside fizeram alguns testes em animais que demonstraram o problema.

Eles alimentaram um grupo de ratos de laboratório com uma dieta similar ao junk food ocidental, com muita gordura ruim e açúcar, durante algum tempo.

Depois disso, voltaram com a alimentação normal.

Já outro grupo não teve alterações na comida durante o mesmo período.

Depois de 14 semanas, a flora intestinal de todos os animais foi analisada, e notou-se que os ratinhos do grupo da comida ruim tinham menor quantidade das bactérias Muribaculum intestinale no microbioma – bactérias boas envolvidas no metabolismo de carboidratos.

Ou seja, mesmo tendo voltado para uma alimentação saudável, o tempo inicial de comida ruim causou um impacto duradouro no microbioma.

Conforme comenta o Dr. Theodore Garland, autor da pesquisa:

“Nós estudamos ratos, mas o efeito que observamos é equivalente a crianças tendo uma dieta ocidental, rica em gordura e açúcar, com seu microbioma intestinal ainda sendo afetado por até seis anos após a puberdade. Você não é apenas o que come, mas o que comia quando criança!”

É hora de cuidar da alimentação infantil!

Então, não caia no erro de não começar agora a dar alimentos saudáveis para as crianças que estão sob sua responsabilidade.

A pesquisa é clara, demonstrando que uma dieta ruim na infância traz prejuízos até a idade adulta!

Veja algumas dicas:

Evite os cereais matinais infantis industrializados – Eles estão cheios de açúcar e sódio, além de conservantes e outros produtos químicos.

Evite o junk food – Às vezes é difícil recusar o lanche da moda para as crianças, mas evite ao máximo. Principalmente, não deixe que se torne um hábito!

Mantenha uma rotina alimentar para as crianças – Dessa forma será mais fácil equilibrar as refeições de forma saudável. Os lanchinhos a todo momento costumam levar ao consumo de comida ruim.

E lembre-se… São os adultos os responsáveis pela alimentação infantil. Elas merecem e precisam de comida saudável.

Mesmo que reclamem, é como diziam nossas mães e pais: “é para o seu bem!”.

Mais tarde elas vão compreender que esse foi um dos melhores presentes que poderiam ter recebido.

Supersaúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *






















                           Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link