Prevenção

[Alerta] Países da América do Sul estão Deficientes em Cálcio

Você já deve estar cansado de saber que o cálcio é um dos minerais mais importantes do seu corpo. Afinal de contas, ele é simplesmente fundamental para os seus ossos, que dão a sustentação para o seu corpo. Mas parece que, mesmo assim, a maioria das pessoas acaba esquecendo dele.

Um recente relatório da International Osteoporosis Foundation (IOF) é chocante. Os pesquisadores concluíram que boa parte dos países da Ásia, América do Sul e África não consomem os níveis suficientes de cálcio para uma boa saúde.

Embora o mínimo recomendado seja de 800 mg por dia, essas nações não chegam a consumir uma média de 700 mg diários. Segundo o Dr. Cristiano Zerbini, membro do Conselho Mundial da IOF pelo Brasil e co-autor do estudo, a situação brasileira também é delicada:

“O consumo médio dos brasileiros entre 20 e 60 anos é de 505 mg / dia. Isso coloca o Brasil entre os países que estão com pouca ingestão de cálcio no mundo (menos de 600 mg / dia).”

Argentina, Chile, Bolívia e Colômbia também consomem tão pouco ou até menos que nós. O principal resultado isso é claro: aumento nos casos de osteoporose e suas consequências, como fraturas ósseas, principalmente naqueles de idade mais avançada.

Deficiência de cálcio: previna-se!

Há alguns grupos que precisam ficar ainda mais atentos aos perigos da deficiência de cálcio. São eles:

  • Mulheres na menopausa – possuem baixos níveis de estrógeno, o que compromete o metabolismo e a regulação do cálcio;
  • Vegetarianos – evitam laticínios e consomem muitos vegetais, entre os quais alguns que contêm componentes que causam a inibição da absorção de cálcio, como os fitato e os oxalatos;
  • Pessoas cuja alimentação inclui muita proteína e sal – alta ingestão de sódio e proteína aumentam a excreção de cálcio;
  • Pessoas intolerantes à lactose – os indivíduos que têm dificuldades de digerir produtos lácteos e os que os evitam, são frequentemente deficientes em cálcio e apresentam baixa densidade óssea.

Então, fique atento! Esse alerta serve para que lembremos de cuidar de nossa alimentação. Consuma alimentos como laticínios de animais criados a pasto, que são boas fontes de cálcio, e coloque na sua dieta os vegetais verde-escuros. Eles equilibram o meio ácido do seu corpo, evitando a perda de cálcio.

Vamos reverter esse quadro e buscar uma Supersaúde!

Referências bibliográficas:

  • The Vitamin D Solution – Michael F. Holick and Andrew Weil
  • Power Of Vitamin D – Sarfraz Zaidi
  • Balk, E.M., Adam, G.P., Langberg, V.N. et al. Global dietary calcium intake among adults: a systematic review. Osteoporos Int (2017). 28(12), 3315-24
  • Alter Med Rev. 1996;1(2):60-9
  • British Medical Journal 2005;:38331.655347.8F
  • American Journal of Public Health: September 2013, Vol. 103, No. 9, pp. 1583-1588.
  • Time Magazine July 20, 2013
  • J Neurosci. December 2013
  • Obstet Gynecol 2014;123:202–16
  • https://www.drrondo.com/hormonio-natural-vence-osteoporose/
  • https://www.drrondo.com/homem-tambem-tem-osteoporose/

 

 

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *