Alimentação

Afinal, o que são Vegetais Crucíferos?

Você já está cansado de ouvir falar nos vegetais crucíferos, não é mesmo? Provavelmente também conhece seus benefícios e sabe que eles devem ser consumidos com frequência para a manutenção de uma boa saúde. Mas, afinal, o que eles têm de tão especial?

Bom, antes de qualquer coisa, você precisa conhecer melhor essa lista alimentar benéfica. São vegetais como:

  • Agrião;
  • Brócolis;
  • Couve;
  • Couve de Bruxelas;
  • Couve-flor;
  • Mostarda (folhas);
  • Nabo;
  • Rabanete;
  • Repolho;
  • Rúcula.

Certo, mas então porque eles têm esse nome e são tão bons para você?

Entendendo melhor as crucíferas

Os vegetais crucíferos fazem parte de uma família de plantas que chamava-se, em classificações mais antigas, cruciferae. Isso porque elas têm flores com 4 pétalas, dispostas em formato similar ao de uma cruz. É daí que vem o nome!

Nas classificações modernas, essa família de plantas passou a se chamar Brassicaceae. E estamos falando de uma grande família, composta por mais de 3 mil espécies de plantas!

De qualquer forma, aquelas comestíveis que conhecemos tão bem acabaram permanecendo com o nome de crucíferas. Como se diz, foi o nome que “colou”. Interessante, não é mesmo? E para a sua saúde, então, mais interessante ainda!

Benefícios dos vegetais crucíferos

Como sempre comento, a melhor alimentação é aquela como a de nossos antepassados: bastante gordura boa, muitas fibras e vegetais, proteína em moderação e carboidrato praticamente zero.

E nada melhor do que usar os vegetais crucíferos nessa dieta. Eles são riquíssimos em fibras, vitaminas e minerais, além de prevenirem doenças. Para você ter uma ideia, eles contêm um tipo de sulforafane, uma substância que age protegendo contra o câncer e reduzindo o risco de malignidade.

O sulforanato também:

  • tem propriedades antimicrobianas
  • destrói as células-tronco cancerosas
  • retarda o crescimento tumoral
  • aumenta as enzimas hepáticas, que ajudam a destruir substâncias químicas cancerígenas que você pode consumir ou ser exposto em seu ambiente
  • normaliza a metilação do DNA, que desempenha um papel em várias doenças, incluindo hipertensão, função renal, saúde intestinal e câncer.
  • auxilia o seu corpo a degradar e excretar todos os hormônios falsos presentes no mundo moderno.

Então, coloque esses alimentos na sua dieta. Você pode usá-los em saladas ou otimizar sua ingestão por meio de smoothies verdes, acrescentando outros ingredientes saborosos. Aproveite essa verdadeira maravilha da natureza!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *