Saúde

Adolescentes Estressados podem ter Problemas de Pressão e Imunidade!

De forma geral, estamos acostumados a pensar nos adolescentes como pessoas que passam por frequentes mudanças no humor, causadas por mudanças hormonais. E a forma como eles lidam com isso pode fazer diferença para sua saúde.

As situações estressantes podem ser um problema, principalmente se ocorrem com muita frequência e se eles as encaram de maneiras prejudiciais. Foi o que descobriu uma equipe de pesquisadores dos Estados Unidos.

Eles analisaram como o que chamaram de estresse familiar crônico afeta o organismo desses jovens. Foram analisados 261 adolescentes com idades entre 13 e 16 anos.

Eles responderam a questões sobre como lidam com situações estressantes na família e em relacionamentos, e os pesquisadores notaram diferenças. Alguns tentavam reprimir suas emoções ou evitar se expressar com relação ao que lhe causava o estresse, enquanto outros tinham uma atitude mais compreensiva, tentando pensar de forma mais positiva nos estressores.

Bom, você já deve imaginar quem teve os melhores resultados…

Lidando com o estresse de forma positiva

O estudo concluiu que aqueles que tinham por hábito fazer uma “reavaliação cognitiva”, ou seja, reagir deforma mais positiva com relação ao estressores, tinham pressão arterial melhor que aqueles que suprimiam as emoções. Além disso, tinham melhores medidas de cintura e quadril e melhor imunidade.

Para você entender a dimensão do problema, células imunes dos adolescentes que não sabiam lidar com as emoções ou expressá-las foram expostas a agressores bacterianos em laboratório. Os cientistas ficaram chocados ao verem que essas células tinham tendência maior a sofrerem inflamação!

Conforme comenta Emily Jones, um dos pesquisadores responsáveis pelo estudo:

“Como os achados do nosso estudo sugerem, pode haver maneiras de ajudar alguém a ser mais resiliente diante do estresse, encorajando certas estratégias de regulação emocional. Para crianças em situações de vida estressantes, nem sempre podemos impedir que os estressores aconteçam, mas podemos ajudar os jovens a lidar com esse estresse”.

Ela comenta que para situações de estresse menos intensas, uma simples orientação para uma forma mais positiva de pensar ou encará-las como oportunidades de crescimento pode ajudar.

Se você tem um adolescente na família que passa por estresse constante, pense nisso! Ajudá-lo a expressar suas emoções e as dificuldades da idade pode ser de grande valia para a saúde. Os reflexos disso inclusive irão influenciar na sua vida adulta, para pior ou para melhor. Então, que tal uma boa conversa?

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *