A Pressão Alta Está Cozinhando seu Cérebro Lentamente?

Se você já usou uma panela de pressão, sabe como ela funciona.

Com o aumento da temperatura, a pressão dentro dela fica cada vez maior. E quando chega a um alto nível, essa pressão altíssima acelera o cozimento.

Alimentos que demorariam horas para cozinhar, sob alta pressão, ficam prontos em minutos.

Agora… O que isso tem a ver com o seu cérebro?

Bom, segundo um estudo, é possível que sua hipertensão arterial esteja “cozinhando” seu cérebro.

Não igual a uma panela de pressão, é claro, porque não é possível ver nenhuma fumaça saindo pelas suas orelhas…

Mas nessa pesquisa, que analisou dados de meio milhão de pessoas, notou-se algo preocupante…

Nela, as pessoas que tinham pressão alta apresentaram um cérebro menor que as outras.

E mais…

Quanto mais cedo elas tinham cedo diagnosticadas, menor o volume cerebral.

Aqueles que foram diagnosticados como hipertensos mais cedo perdiam mais massa cerebral, na medida que conviviam um tempo maior com a pressão alta.

A relação entre a pressão alta e problemas mentais

O grande problema da redução do tamanho do cérebro é que ele aumenta o risco de demências mais tarde.

Esse estudo observou que esse risco de demência por qualquer causa foi significativamente maior (61%) em pessoas com diagnóstico de pressão alta entre as idades de 35 e 44 anos, quando comparados com participantes que não tinham pressão alta.

E dentre os que foram diagnosticados com hipertensão antes dos 35 anos, o risco de desenvolver demência era 80% maior do que nos indivíduos de pressão normal.

“Os resultados do nosso estudo fornecem evidências que sugerem que uma idade precoce no início da hipertensão está associada à ocorrência de demência e, mais importante, esta associação é apoiada por mudanças estruturais no volume do cérebro”, conforme resume o Dr. Xianwen Shang, um dos autores do estudo.

Reduza sua pressão o quanto antes

Portanto, o que vemos nessa pesquisa é que quanto mais tempo você convive com a pressão alta, pior para o seu cérebro… E maior o risco de demências!

Por isso, a primeira coisa é fazer o diagnóstico. Não importa sua idade, fique sempre atento à sua pressão.

O quanto antes você descobrir uma possível hipertensão e começar a tratá-la, melhor!

Mas, como fazer isso?

O melhor a se fazer é tentar essa redução de forma natural. Algumas dicas são:

1 – Exercício físico: Estimula a produção de óxido nítrico, ajudando a normalizar sua sensibilidade à insulina e a pressão arterial.

2 – Vitamina D: Tem vários efeitos positivos, como a dilatação dos vasos sanguíneos, redução do estresse e a produção de hormônios que reduzem a pressão.

3 – Ômega 3: O famoso óleo de peixe também pode ajudar, pois os estudos demonstram que pessoas com bons níveis de ômega 3 tem a pressão em níveis mais adequados.

4 – Magnésio: Combate a inflamação, relaxa as artérias, permitindo um fluxo sanguíneo mais suave, ajudando assim a reduzir a pressão arterial.

5 – Vinagre de maçã: Oferece uma proporção adequada de sódio / potássio, algo em falta na alimentação moderna. Com isso, há uma redução da pressão arterial.

6 – Dieta keto: Faça uma dieta keto, que prioriza gorduras boas e vegetais, enquanto corta praticamente a zero os carboidratos (especialmente os refinados, grãos e açúcares). A dieta keto mantém a insulina e o ácido úrico regulados, o que ajuda a manter uma boa pressão arterial.

Mantendo sua pressão em dia você vai viver mais tempo, com mais saúde e independência, reduzindo seu risco de demências. 

Converse com seu médico sobre isso.

Supersaúde!

Referências bibliográficas:

Estes são os Causadores Ocultos de Hipertensãowww.DrRondo.com

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *