8 Dicas Práticas para Turbinar suas Mitocôndrias e se Manter mais Jovem

As mitocôndrias são estruturas encontradas nas nossas células, onde realizam a respiração celular.

É ela a responsável por processar as substâncias que consumimos pela alimentação, transformando-as em energia – a conhecida molécula ATP (adenosina trifosfato).

Então, quando suas mitocôndrias apresentam algum tipo de disfunção, você não apenas se sentirá menos energizado, mas passará a acumular danos celulares.

Resumindo, a disfunção mitocondrial é um dos processos pelos quais envelhecemos.

E é por isso que otimizar o bom funcionamento das mitocôndrias pode lhe garantir mais jovialidade e saúde.

Mas será que tem como fazer isso?

Bom, tudo depende dos hábitos adotados no seu dia a dia.

Ao acompanhar este artigo até o final você entender como turbinar as suas mitocôndrias e se manter assim mais jovem e saudável.

Está pronto? Vamos lá!

Turbinando suas mitocôndrias, saúde e juventude

Veja alguns itens indispensáveis para uma boa saúde celular:

1 – Pratique atividade física

Esta é sempre uma indicação em termos de saúde.

Parece até que exercício físico serva pra tudo… E serve mesmo! Pelo menos, na maioria das vezes.

Quando praticamos atividades físicas, nosso corpo necessita de mais energia. Visando essa obtenção, as células musculares produzem mais mitocôndrias e enzimas mitocondriais.

Uma boa dica é o exercício supra aeróbico, que descrevo no meu livro 20 Minutos e Emagreça.

Além de ser rápido e simples, promove alto gasto energético. Confira aqui como fazer.

2 – Dormir bem

Se você precisa se exercitar, lembre-se de que também precisa descansar!

Uma boa noite de sono é fundamental para que nosso cérebro faça uma “faxina”, se livrando de lixo metabólico naturalmente gerado pela demanda energética.

Esses resíduos são prejudiciais para a saúde das mitocôndrias, além de serem os causadores de doenças neurodegenerativas, como o Alzheimer.

3 – Tome sol

Eu sei que te falaram para não tomar sol em hipótese alguma e se besuntar de protetor solar.

Mas a verdade é que precisamos de um pouco de sol todos os dias!

Quando tomamos sol, produzimos vitamina D, que é necessária para a atividade das mitocôndrias.

Sem elas, pode ter certeza de que seu funcionamento não será o mesmo…

Exponha-se ao sol por cerca de 20 a 40 minutos ao dia, sem protetor solar, para garantir um bom estoque de vitamina D.

Faça isso até que sua pele fique rosada, e depois se proteja.

Mas, atenção: ir além desse tempo pode lhe prejudicar e causar queimaduras.

4 – Faça sauna

Ao fazer sauna, você estará exposto ao calor.

Este estresse térmico estimula a função das mitocôndrias.

E mais: a sauna é comprovadamente uma forma de eliminar toxinas do corpo, além de estimular o crescimento e a recuperação muscular, por exemplo.

Saiba tudo sobre esse hábito saudável clicando aqui.

5 – Consuma os nutrientes certos

Alguns nutrientes são conhecidos por turbinarem a ação das mitocôndrias, além de promoverem efeito antioxidante.

Bons exemplos são:

  • vitaminas B
  • minerais
  • polifenóis
  • L-carnitina
  • ácido alfa-lipóico
  • coenzima Q10
  • pirroloquinolina quinona
  • creatina

Na natureza, são encontrados em alimentos como vegetais, nozes, frutos do mar e carne vermelha de animais criados a pasto.

Também podem ser ingeridos em forma de suplemento. Converse com seu médico sobre essa possibilidade.

6 – Tome um banho frio

Assim como o calor, o frio também estimula a ação das mitocôndrias – curiosamente, pelo fato do seu corpo tentar se aquecer quando exposto a baixas temperaturas.

Quando estamos com frio, nós trememos, o que é uma resposta dos músculos como tentativa de gerar calor.

Outra forma do organismo se aquecer é através da gordura marrom, um tecido gorduroso que gera calor e energia.

Nos dois casos, há uma demanda energética que promove a ação das mitocôndrias.

Tomar um banho frio pode ser uma boa maneira de conseguir esse efeito.

Outra sugestão interessante é se exercitar durante o período mais frio, o que promove não só esse gasto energético, como estimula a produção da benéfica gordura marrom (saiba mais aqui).

7 – Relaxe e reduza o estresse

O estresse crônico libera hormônios que, em excesso, alteram a estrutura e a função mitocondrial.

Essas disfunções interferem em processos celulares e biológicos.

E como o estresse tem se tornado algo comum no mundo moderno, é importante que você tente reduzi-lo ao máximo.

Há várias técnicas de relaxamento e meditação que podem ajudar nisso, bem como hobbies e atividades físicas de sua preferência.

8 – Reduza a ingestão de calorias

Quando você reduz a ingestão de calorias, como no jejum intermitente, por exemplo, suas mitocôndrias passam por adaptações de funcionamento.

Seu corpo entra no processo de autofagia, ou seja, as estruturas celulares mais fracas e defeituosas são removidas por uma espécie de autocanibalização.

O resultado é a produção de novas mitocôndrias, mais fortes e saudáveis! Saiba mais sobre a autofagia clicando aqui.

Então, fique atento a essas dicas. Todas elas são simples e podem ser alcançadas com sua boa vontade e atitude.

Viver mais e melhor só depende de você!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




























               Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link