7 Sintomas do Intestino Permeável e como Evitá-lo

Você já ouviu falar do intestino permeável? Esta é uma condição cada vez mais comum e muito perigosa. Mesmo assim, nem todos estão atentos ao problema!

Ter intestino permeável significa que algumas substâncias da digestão simplesmente “vazam” dos seus intestinos, indo parar onde não deveriam.

Isso pode causar vários problemas de saúde. Já se sabe que algumas doenças, como a diabetes tipo 1, são precedidas por um intestino permeável.

Além disso, a pele sofre bastante. O eczema, e a acne, por exemplo, podem ocorrem quando proteínas parcialmente digeridas e vazadas dos intestinos chegam à corrente sanguínea.

Agora… Será que esse é o seu caso? Será que seus intestinos estão permitindo a passagem de nutrientes de forma errada e até de toxinas para o seu corpo?

Confira alguns sintomas que podem indicar o problema:

7 Sintomas do intestino permeável

1 – Doenças autoimunes

Se você tem alguma doença autoimune, saiba que ela pode ser causada pelo intestino permeável.

Pesquisas indicam que a desregulação de uma proteína chamada zonulina, que atua como moduladora fisiológica, pode provocar reações autoimunes.

Alguns alimentos, como o glúten, podem causar essa desregulação. A boa notícia é que o quadro é reversível quando se adequa a alimentação.

2 – Falta de nutrientes

Você fez algum exame recentemente e notou que os níveis de certas vitaminas e até minerais estão baixos?

Bom, se os seus intestinos estão “vazando”, é possível que seu organismo não esteja absorvendo adequadamente tudo o que consome.

Não adianta nada comer corretamente se a absorção desses nutrientes é deficiente! Portanto, níveis desregulados podem indicar que há algo de errado com seus intestinos, inclusive a permeabilidade.

3 – Problemas cognitivos

Algumas pesquisas indicam ainda que o intestino permeável pode estar ligado a problemas cognitivos e de humor.

Segundo essas hipóteses, até mesmo o autismo poderia ter relação com a flora intestinal e o intestino permeável.

Além disso, a condição também desencadeia o aumento da liberação de citocinas pró-inflamatórias, que tem papel relevante nos quadros de depressão.

4 – Problemas de tireoide

Se sua tireoide anda apresentando problemas, o motivo pode ser o intestino permeável.

Condições como a doença de Hashimoto, também conhecida como tireoidite crônica, é uma das doenças crônicas que podem ser resultantes do “vazamento” nos seus intestinos.

5 – Alergias e sensibilidades alimentares

Quando seus intestinos permitem a passagem de alimentos parcialmente digeridos para a corrente sanguínea, seu corpo os interpreta como invasores.

Logo começa a produção de anticorpos, que em excesso o torna mais sensível a alimentos como glúten e laticínios. É daí que vem muitos casos de alergias alimentares.

6 – Problemas de pele

Muitos dos processos inflamatórios na pele, como a acne, eczema e psoríase, podem ter origem no intestino permeável.

A questão aqui recai novamente sobre a chegada na corrente sanguínea de nutrientes não digeridos e toxinas, que geram inflamação e consequentemente prejuízos à pele.

7 – Doença inflamatória intestinal

Pesquisas indicam que indivíduos com síndrome do intestino irritável e colite ulcerativa são mais predispostos a apresentarem também o intestino permeável. Se esse é o seu caso, fique de olho!

Dicas rápidas para evitar o intestino permeável

Como a melhor medicina é a prevenção, confira agora algumas dicas para evitar o intestino permeável e as consequências que listei acima. Veja:

1 – Cuide do estresse

Quanto maior o seu estresse, maior o risco de prejuízos à sua saúde intestinal e à permeabilidade dos seus intestinos.

2 – Pratique atividade física de forma consciente

Quando praticamos atividades físicas, aumentamos a quantidade de bactérias boas nos nossos intestinos, otimizando a saúde intestinal.

Porém, o excesso de exercícios sem o descanso necessário acaba gerando um quadro de estresse crônico que pode levar ao intestino permeável.

3 – Consuma alimentos ou suplementos probióticos

Essa é a melhor forma de fornecer as boas bactérias aos seus intestinos, garantindo mais saúde. Clique aqui para saber tudo sobre como manter uma boa flora intestinal.

4 – Consuma fibras

Elas são os alimentos das bactérias boas. Sem fibras , esses micróbios começam a agredir o revestimento mucoso do intestino, gerando a síndrome do intestino permeável.

5 – Evite os grãos

O trigo e outros grãos contêm proteínas glutinosas, conhecidas como prolaminas, difíceis de digerir. Elas podem tornar seu intestino mais permeável. Saiba mais neste outro post.

Previna-se! E caso tenha alguns dos sintomas citados no início do artigo, vale a pena mudar sua alimentação e seus hábitos. Além disso, é claro, converse com o seu médico. Supersaúde!

Referências bibliográficas:

  • Clin Rev Allergy Immunol. 2012 Feb;42(1):71-8
  • Asian Pac J Allergy Immunol. 2014;32(4):345-353.
  • Pediatr Allergy Immunol. 2013;24(6):589-595.
  • Gut. 1988 Dec; 29(12): 1621–1624.
  • Neuro Endocrinol Lett. 2008;29(1):117-124.
  • Nutritional neuroscience vol. 18,4 (2015): 145-61.
  • Inflamm Bowel Dis. 2001 May;7(2):94-8.
  • Pediatrics November 2012, 130 (Supplement 2) S160-S168.
  • Scand J Gastroenterol. 2006 Apr;41(4):408-19.
  • Diabetes. 2006 May;55(5):1443-9.
  • Diabetes Care.  2006 Nov; 29(11): 2483-2488.
  • Gastroenterology. 1999;117:297–303
  • BMJ Case Reports. 2012; doi:10.1136/bcr.02.2012.5878
  • Svensson et al. SpringerPlus. 2016.  5:994
  • J Clin Endocrinol Metab. 2003 Jan;88(1):162-5.
  • Nutrients 2017, 9, 482
  • Theor Appl Genet. 2010 Nov; 121(8): 1527–1539.
  • Diabetes Metabolism Research and Reviews. 2016 Oct. Vol 32 – 675-684
  • Cardiovascular Diabetology. 2009
  • Physiol Rev. 2011;91(1):151-175.
  • Scand J Gastroenterol. 2006;41(4):408-419.
  • Annals of the New York Academy of Sciences vol. 1258,1 (2012): 25-33.
  • Por que o Trigo Moderno nos faz Tanto Mal?www.DrRondo.com

Quer ficar Magra e Saudável? Adicione Fibras à sua Dieta!www.DrRondo.com

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




























               Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link