7 Problemas Ocultos que estão Sabotando o seu Emagrecimento

Você tem buscado o emagrecimento com todas as suas forças, mas parece que nada funciona? Na luta contra a balança, tem a sensação de que sempre sai perdendo?

Isso é mais comum do que imaginamos. Se não ocorre com a gente, com certeza conhecemos alguém nesse tipo de situação. E as pessoas bolam inúmeras respostas para essa falta de resultados…

Algumas dizem que é falta de vontade, e que quando se quer, o emagrecimento vem de qualquer jeito. Outras ainda procuram por dietas mirabolantes e estranhas, que acabam fazendo mais mal do que bem.

Há ainda os que procuram remédios vendidos pela indústria. Mas quando eles funcionam – se é que realmente resolvem algo – é às custas de efeitos colaterais indesejáveis. Alguns bem “invisíveis”, constando nas letrinhas miúdas da bula. Tenho certeza de que não é isso o que você busca.

Ah, já ia me esquecendo. Tem ainda os que colocam a culpa toda na genética. Acham que seus genes são culpados por 100% das dificuldades com o emagrecimento.

Diante de tantos motivos, o que fazer? Veja bem… De fato, há uma junção de fatores que podem estar lhe atrapalhando a emagrecer. Alguns são mais simples e óbvios, e cabe a cada indivíduo, junto com aconselhamento profissional, virar o jogo.

O grande problema é que há certos hábitos ou condições de saúde que nem imaginamos, mas que podem influenciar negativamente no seu intuito de perder peso. Confira algumas delas.

Sabotadores ocultos de emagrecimento

1 – Alimentos alergênicos

Você tem alergia a algum alimento? A resposta inicial pode até ser não, mas por acaso já fez algum teste para identificar? Há sempre a possibilidade de termos alguma intolerância a certas substâncias, como glúten, lactose e derivados da soja. Quando não se dá a atenção necessária a alergias, elas podem de fato prejudicar o emagrecimento.

2 – Estresse

Sim, é isso mesmo! A maioria da população vive em constante estresse no mundo moderno. E quando ele se torna crônico, o aumento frequente do hormônio cortisol intensifica o potencial do seu corpo para acumular gordura. Portanto, combater o estresse crônico é fundamental!

3 – Alimentos transgênicos e óleos ruins

Você ainda usa óleo vegetal na sua casa? Saiba que mesmo aqueles considerados mais “saudáveis” não são tudo aquilo que dizem. Na verdade, são terríveis! Óleos vegetais como de canola, soja e milho geralmente são feitos com grãos geneticamente modificados.

Essa modificação causa também desequilíbrios no seu corpo, podendo atrapalhar no seu processo de emagrecimento. Portanto, fique atento e passe a usar gorduras naturas boas, como banha de porco criado organicamente, óleo de coco e azeite de oliva extravirgem, por exemplo.

4 – Desequilíbrio da flora intestinal

O microbioma intestinal, ou seja, as bactérias que vivem nos seus intestinos, são fundamentais para o emagrecimento. Quando nos alimentos de forma saudável, temos bactérias benéficas, que ajudam no emagrecimento e ainda protegem contra doenças. Mas se nos alimentamos mal, o efeito é inverso.

Portanto, trata-se de um ciclo vicioso – quanto melhor você come, melhores as bactérias e maior a perda de peso… E assim sucessivamente! É claro, você pode turbinar a presença dessas bactérias boas com alimentos fermentados, fibras prebióticas e suplementos probióticos. Eis um bom conselho a se seguir!

5 – Sedentarismo

É óbvio que quanto maior nosso sedentarismo, maior a dificuldade para emagrecer. Mas muitas pessoas sequer se veem como sedentários, mesmo passando longas horas do dia sentadas – algo comum na rotina de trabalho atualmente. Então, considere se movimentar mais para melhorar seus resultados na balança.

6 – Excesso de açúcar

É claro que você já sabe que se comer muitos doces, por exemplo, vai engordar. Mas atualmente os açúcares estão escondidos em vários outros alimentos. Por isso é indicado cortar ao máximo os produtos industrializados, processados e carboidratos de forma geral.

7 – Poluição

Sim, pode parecer estranho, mas a poluição também está nos engordando. Certos produtos químicos dispersos no ar, água e alimentos entram no nosso organismo e atuam simulando hormônios. O resultado é o ganho de peso e outras consequências do desequilíbrio hormonal. (Clique aqui para entender mais sobre esses falsos hormônios).

Estamos sujeitos a isso tanto fora de casa como dentro, pois a poluição de interiores é uma realidade cada vez mais perigosa. Estou falando dos produtos que se desprendem das matérias primas de carpetes, tintas, plásticos e até espumas de estofado. Uma solução para minimizar o problema é contar com plantas que filtram esses poluentes do ar. Veja aqui uma lista com as melhores.

Tenho certeza que essas dicas vão lhe ajudar. Se você já tentou de tudo e não consegue emagrecer, vale a pena conversar com o seu médico sobre os fatores listados acima. A resposta para finalmente alcançar o emagrecimento que você deseja pode estar neles! Supersaúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




























               Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link