5 Fatos sobre o Desodorante Cristal que Você Precisa Conhecer

O mundo moderno nos trouxe muitas comodidades. O problema é que tudo isso tem um custo: na maioria das vezes, os cosméticos que usamos são feitos com químicos que podem ter efeitos colaterais e até aumentar o risco de certas doenças.

Felizmente, as pessoas estão se informando e tentando mudar, buscando por um estilo de vida mais natural. E isso não é só moda, mas uma atitude importante para todos que querem saúde. No caso dos desodorantes não é diferente, e é por isso que o desodorante cristal tem sido tão procurado.

Mas, afinal, o que é esse desodorante? Ele funciona mesmo? É igual aos industrializados ou diferente? Para você tomar sua decisão, vamos conhecer um pouco mais sobre ele.

Fatos sobre o desodorante cristal

1 – É um mineral natural

O desodorante cristal tem se tornado cada vez mais popular, mas nem todos sabem bem do que se trata. Ele nada mais é do que um mineral chamado alúmen de potássio, um sal mineral natural usado há séculos como desodorante, pois tem ação antibacteriana e de combate a odores. Há também algumas versões feitas com alúmen de amônia, com os mesmos efeitos.

A diferença importante entre eles e os desodorantes tradicionais é que esses últimos têm moléculas de alumínio muito pequenas, que acabam sendo absorvidas pelo organismo e aumentam seu risco de doenças como o Alzheimer. Já o desodorante cristal tem moléculas maiores, que não são absorvidas.

2 – Sim, ele previne ou reduz o odor corporal

A primeira coisa que alguém busca em um desodorante, como o próprio nome já diz, é prevenir ou reduzir os odores corporais. Se essa característica não é atendida, ele perde totalmente o sentido!

O desodorante cristal de fato previne os odores nas axilas, criando um ambiente onde as bactérias que causam odor não conseguem sobreviver. Ou seja, deve ser usado depois que as axilas estiverem limpas, como após o banho, por exemplo. A partir daí, ele impede que elas se proliferam no local.

3 – Ele NÃO é antitranspirante

Essa é uma informação importante, pois muitas pessoas esperam que ele aja exatamente igual aos desodorantes industrializados. Esses últimos têm também ação antitranspirante, impedindo que os poros excretem suor – o que deixaria o ambiente úmido e propício para as bactérias.

O desodorante cristal, ao contrário, não impede o suor, mas somente as bactérias. Se você acha que isso é algo ruim, está enganado. O suor é algo natural de nosso organismo, e é através dele que excretamos toxinas. Portanto, não temos motivos para impedir esse processo.

Esse é outro motivo pelo qual o cristal é mais natural do que os desodorantes convencionais, já que permite a excreção normal do corpo, evitando apenas a parte ruim, ou seja, o mau cheiro.

4 – Você sabe exatamente o que está usando

Com o desodorante cristal você sabe o que realmente está usando em seu corpo. Já os desodorantes tradicionais estão cheios de químicos potencialmente perigosos como:

  • Corantes
  • Fragrâncias artificiais
  • Parabenos, químicos ligados ao aumento do risco de câncer
  • Ftalatos, que podem prejudicar a flora intestinal
  • Alumínio, que está ligado ao aumento do risco de Alzheimer

5 – É simples de usar

Para usar o desodorante cristal, basta aplicá-lo sobre a pele limpa. Ele pode ser encontrado em vários formatos, como roll-on, pó ou pedra. No caso da pedra, o mais comum, pode ser necessário aplicar na pele molhada, esperando secar em seguida. Portanto, ao adquirir o seu, fique atento ao rótulo para usar corretamente.

6 – Dura muito mais

Muitos se assustam porque o preço de um desodorante cristal é bem mais alto do que o dos convencionais. Mas ele dura muito mais. Dependendo do uso, há pessoas que podem levar até um ano para acabar com uma pedra de cristal. Fazendo os cálculos, você verá que além de natural ele é proporcionalmente mais barato, pois não precisará comprar com tanta frequência.

Então, caso queira adotar um estilo de vida mais natural – e eu aconselho que faça isso – fazer um teste e dar uma chance ao desodorante cristal vale a pena. Substituir químicos perigosos por alternativas mais saudáveis está nas suas mãos. As opções existem, basta ter vontade. Supersaúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




























               Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link