5 Benefícios do Óleo Essencial de Alecrim-do-Campo: A Maravilha do Cerrado

Você já ouviu falar do alecrim-do-campo?

Muitos ainda o confundem com o alecrim comum, usado na gastronomia. Mas são duas plantas completamente diferentes.

O alecrim-do-campo é também chamado de “vassourinha” ou “vassoura” em alguns locais do interior do Brasil, pois seus ramos são muito usados para se fazer vassouras artesanais.

Mas essa não é sua melhor utilidade…

Os moradores do cerrado brasileiro conhecem desde muito tempo as propriedades medicinais dessa planta nativa.

Para se ter uma ideia, hoje se sabe que as flores do alecrim-do-campo são as preferidas pelas abelhas para a produção do própolis verde, um ótimo composto natural para nossa saúde.

E agora, novas pesquisas vem focando o óleo essencial de alecrim-do-campo, confirmando alguns dos benefícios que os antigos (e até as sábias abelhas) já conheciam. Veja…

Benefícios do óleo essencial de alecrim-do-campo

1 – Estimulante vegetal

O alecrim-do-campo está acostumado ao clima rústico e desafiador do cerrado brasileiro, com períodos de pouca água e muito calor.

Por isso, a planta desenvolveu um óleo essencial rico em hormônios e fatores de crescimento.

Quando chega o tempo de chuva, os compostos entram em ação para uma brotação rápida e vigorosa, aproveitando a melhora do clima.

Você pode obter os mesmos benefícios para sua horta orgânica.

Algumas gotas do óleo essencial de alecrim-do-campo na água usada para regar as plantas oferece os mesmos benefícios de estímulo ao crescimento.

Incrível, não é mesmo?

2 – Regeneração da pele e cabelos

Esse óleo do cerrado também deixa os cabelos mais sedosos e hidratados.

Atua ainda na regeneração da pele, ajudando na redução de rugas, estrias e problemas como dermatite, psoríase e acne.

É útil em especial para a pele de mulheres na menopausa, pois compostos como o nerolidol ajudam a hidratar e rejuvenescer peles mais maduras.

3 – Cicatrização

Apresenta compostos como o b-cariofileno, que tem efeito anti-inflamatório e de cicatrização de feridas.

4 – Úlcera gástrica

Em um estudo feito com animais, o óleo essencial de alecrim-do-campo foi capaz de diminuir as lesões de úlcera gástrica.

5 – Redução da aldose reductase

O composto nerolidol, presente no óleo essencial de alecrim-do-campo, tem efeito inibidor da enzima aldose-reductase, responsável pela produção de muco em excesso no caso de problemas como doença obstrutiva crônica.

Além disso, a redução da aldose reductase oferece benefícios para os diabéticos, pois a enzima é está ligada a algumas das complicações típicas da doença, como problemas de visão.

Cuidados no uso dos óleos essenciais

Apresento para você esses dados apenas a caráter informativo.

Antes de utilizar qualquer óleo essencial, é importante que você converse com o seu médico.

Se ele aprovar o uso para o seu caso, ainda assim é preciso tomar certos cuidados.

Siga as orientações dele e, se for usar na pele, não se esqueça de diluir em algum óleo carreador, como óleo de coco, amêndoas ou oliva.

Supersaúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *






















                           Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link