Dieta

5 Benefícios da Dieta Keto para o Desempenho Atlético

Você ainda tem dúvidas se a dieta keto ou cetogênica tem benefícios para seu desempenho atlético? Saiba que potencial do uso de gordura como o seu combustível primário tem uma base científica sólida.

Existem difamadores por todos os cantos, dizendo que essas dietas com alto teor de gordura e baixo teor de carboidrato não são adequadas para o desempenho físico…

Mas a verdade é que essa abordagem keto pode realmente melhorar esse desempenho. Vamos nos aprofundar nos benefícios.

1) Aumento de eficiência energética

Com a adaptação à gordura, o seu metabolismo melhora em termos de queima de gordura e se torna menos dependente de glicogênio muscular para atender seus esforços. Qualquer quantidade de trabalho que você realize usando a maior parte da gordura, em vez de glicogênio, é a prova evidente de sua eficiência.

Atletas de resistência, em um programa de dieta keto por longo tempo, apresentam de modo geral:

  • 60% de oxidação das gorduras (queima)
  • treinos com mais alta intensidade do que atletas de resistência em dieta normal
  • limiar anaeróbico maior do que os atletas convencionais

2) Maior redução do excesso do tecido adiposo

Atletas adaptados à keto podem queimar uma proporção maior de gordura corporal antes de mergulharem nas reservas de glicogênio, que são relativamente escassas a nível hepático e tecido muscular esquelético

3) Pode-se ficar bem por mais tempo sem se alimentar

No caso de atletas “movidos” à queima de açúcar, eles precisam manter ingestão de carboidratos em todos os momentos, pois não conseguem passar mais do que duas horas sem comer.

Além dessa necessidade bioquímica, ocorre também um fardo psicológico de precisar comer o tempo todo.

Já no modelo keto ,“movido” a gordura, o atleta se torna uma “máquina” queimadora de gordura. Pode-se pular as refeições, pois a bioquímica está compensada na gordura e não se tem fome.

4) Melhora o rendimento no exercício aeróbico

Uma vez que você precisa de menos oxigênio para fazer uma determinada quantidade de trabalho físico, a queima de gordura como combustível torna a atividade aeróbica mais fácil.

Além disso, se o seu “limiar de desconforto” ao treino aumenta e você pode lidar com muito mais trabalho antes que a dor e o sofrimento se instalem.

Poderá atingir os seus melhores tempos de treino e se sentir bem fazendo isso.

5) Maior geração de mitocôndrias

As mitocôndrias são as usinas de energia de nossas células. Eles transformam energia calórica – gordura, carboidratos, cetonas – em energia do mundo real, ou ATP. Quanto mais mitocôndrias você tiver, mais ATP você terá à sua disposição.

A melhor maneira de estimular a criação de novas mitocôndrias é através da ativação da AMPK. A AMPK aumenta em estados de privação de energia. Dietas de baixa caloria ou baixo teor de carboidratos, baixos níveis de glicogênio, fome, cetose e certos tipos de exercícios aumentam a AMPK. Qualquer coisa que reduza as calorias que entram e / ou aumentam as calorias que saem provavelmente aumentará a AMPK.

Ter mais mitocôndrias aumenta sua capacidade de geração de energia para treinos de sprints (treinamento supra aeróbico), maratonas e musculação. Além disso, o torna mais energizado para cuidar dos filhos pequenos e ser produtivo no trabalho.

Em situações de excesso de atividades sem suporte das mitocôndrias, aonde essa energia despendida supera a capacidade das suas mitocôndrias para gerarem ATP, pode aparecer situações desfavoráveis como: resistência à insulina, geração de radicais livres e estresse oxidativo.

Porém, a adaptação à gordura para desempenho atlético é um jogo longo: melhorando a utilização do substrato, gerando novas mitocôndrias, aumentando a flexibilidade metabólica e a quantidade de gordura queimada para uma determinada intensidade, os atletas podem desfrutam de um “motor” bem melhor.

Os estudos mostram que atletas adaptados à gordura superam atletas de queima de açúcar em treinos intervalados de alta intensidade devido à capacidade aumentada de queimar gordura e reter glicogênio.

Prioridades de treinamento

Cada um tem a sua prioridade em termos de exercício. Treinar para competir talvez não seja o seu trabalho diário. Você quer ficar mais forte, mais rápido, mais apto, e ficar com um corpo melhor.

O desempenho físico de todos os seres humanos, de atletas de elite ou não, pode se beneficiar de um estado de metabolismo baseado em gordura e sem precisar consumir glicogênio.

Por que você não experimenta?

Referências bibliográficas:

 

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *