10 Benefícios da Erva de Boas Festas: Salvia officinalis

Talvez você não saiba, mas segundo uma antiga lenda, essa erva foi importante na proteção daVirgem Maria e do menino Jesus, pois os escondeu quando precisaram fugir de Belém e dos soldados do exército do rei Herodes.

Assim que conseguiram escapar, Maria agradeceu à planta e a abençoou por sua boa ação.

Pelo motivo da associação da Salvia officinalis com Maria e Jesus, esse tempero tornou-se algo muito valorizado nesse período de final de ano.

Mas ela pode lhe trazer benefícios durante o ano todo, como:

– Redução da glicemia em pacientes diabéticos                

Por ativar receptores específicos, o extrato de sálvia reduz os níveis de glicemia no sangue e consequentemente melhora a sensibilidade à insulina. Isso vale tanto para o diabetes tipo 1 como o tipo 2.  

Além disso, de acordo com os estudos, é tão eficaz quanto a metformina, e em outra publicação apresentou o mesmo efeito que o Avandia na redução da glicemia.

– Ação antioxidante 

A Salvia officinalis tem importante efeitoantioxidante, através do carnosol, o ácido rosmarínico e o ácido carnósico, além do ácido cafeico, entre outros.

– Redução da inflamação e dor

Graças a alta concentração de ácido rosmarínico (RosA), um poderoso anti-inflamatório, melhora as dores articulares e inflamações no cólon e pâncreas, de acordo com publicação.

– Melhora metabólica 

Em um estudo com 40 pessoas consumindo chá de folha de sálvia num período de 3 meses, houve redução significativa tanto do colesterol quanto dos triglicérides. 

– Inibe disbiose intestinal 

Chama a atenção a sua eficiência contra bactérias desfavoráveis que proliferam na ecologia intestinal, como Candida albicans, Candida krusei e Candida parapsilosis. Com isso, é um ótimo aliado nos tratamentos de disbiose intestinal.

– Proteção contra a doença de Alzheimer

Esse chá melhora a memória de idosos em até 60%, de acordo com uma publicação. 

Além disso, inibe a degradação do neurotransmissor acetilcolina, com isso prevenindo a progressão da doença de Alzheimer.        

– Combate certos tipos de câncer

Promove inibição do desenvolvimento de células cancerosas, estimulando a apoptose (morte celular), especialmente na pele, mama, cólon e fígado.  

– Melhora a saúde óssea                          

Pela alta concentração de vitamina K na sálvia, fortalece os ossos, aumentando a proteção contra fraturas.

– Redução de sintomas da menopausa

O uso diário dessa erva na forma de chá pode reduzir a frequência e intensidade das ondas de calor.   

Inibe resistência bacteriana

Essa planta, através de um componente, o ácido ursólico, inibe também o desenvolvimento de bactérias resistentes como Enterococcus faecium, Streptococcus e Staphylococcus aureus.

Observação

O consumo de chá de sálvia não tem efeitos colaterais sérios, mas deve-se evitar megadoses superiores a 0,5g / kg / dia. Nestes casos, podem ocorrer desde vômitos, reações alérgicas e taquicardia, até convulsões.

Não é aconselhável para crianças e gestantes.

No preparo na forma de chá, use:

Instruções:

Nota: não beba mais do que 5 xícaras de chá de sálvia por dia.

Supersaúde!

Referências bibliográficas:

  • . 2010 Oct 28;132(1):127-33.
  • . 2006 Aug;96(2):326-33. 
  • . 2008 May;198(1):127-39.
  • . 2011 Jun;28(6):490-500. 
< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *