Saúde

Você já Experimentou Gosto de Tinta na sua Boca?

Talvez você não se recorde, mas certamente já viveu essa experiência. E talvez continue vivendo até hoje, pois quase toda vez que consome queijo processado, molhos prontos com queijo, leite desnatado e maionese você pode estar repetindo isso.

Saiba que fabricantes de alimentos adicionam um composto perigoso chamado dióxido de titânio para muitos dos seus alimentos favoritos. Eles fazem isso para branqueá-los e iluminá-los. Isso os faz parecer mais atraentes.

E esse produto químico, o dióxido de titânio, é o mesmo que está em tinta, plástico e protetor solar.

Para você ter uma ideia, nos Estados Unidos, o FDA permite que os produtos alimentares contenham nanopartículas de dióxido de titânio (TiO2) a 1%, sem que ele seja incluído no rótulo do ingrediente.

E assim como eles, você provavelmente está ingerindo até um trilhão de partículas por dia.

As pesquisas dizem que uma pequena quantidade de TiO2 não representa um problema de saúde, mas estas referem-se a partículas que foram inaladas, não ingeridas.

E ingerir dióxido de titânio faz toda a diferença para sua saúde…

Deficiência na absorção de nutrientes

Estudos recentes mostram que as partículas de TiO2 podem danificar seus intestinos quando ingeridas, com isso dificultando a absorção de nutrientes como zinco, ferro e ácidos graxos.

A deficiência de zinco pode causar problemas gastrointestinais, doenças hepáticas e renais, perda de cabelo e audição, lesões cutâneas e diarreia, além de comprometer o sistema imunológico. Em casos graves, pode causar danos no DNA que aumentam o risco de câncer.

As principais fontes de zinco são as ostras, carne de animais criados a pasto, fígado de bezerros, cordeiro e castanha de caju.

Já no caso do ferro, sua deficiência leva a anemia, fadiga, baixos níveis de oxigênio, dores de cabeça, ansiedade e perda de cabelo, podendo inclusive, em situações extremas, desenvolver insuficiência cardíaca.

Aumente sua absorção de ferro com vitamina C, em especial com alimentos ricos nessa vitamina, como frutas cítricas, vegetais de folhas verdes escuras, tomates e morangos. Ingeri-los com alimentos ricos em ferro aumenta ainda mais a absorção. Como o seu corpo não pode excretar ferro facilmente, o que pode gerar níveis tóxicos, só raramente recomendo um suplemento.

E em relação aos ácidos graxos essenciais, como o ômega-3, sua deficiência resulta em sintomas como pele escamosa seca, cabelos secos, unhas fracas, olhos secos, articulações dolorosas, sede e névoa mental, além de poder levar a doença cardiovascular, artrite, depressão e doença de Alzheimer.

Atualmente, 99% de nós somos deficientes de ômega 3, e segundo um estudo de Harvard, quase 100.000 mortes por ano poderiam ser evitadas se as pessoas tivessem suficiente ingestão de ômega-3.

Procure consumir peixes de água salgada com alto teor de gordura três vezes por semana. A carne de gado criado a pasto é outra boa opção, assim como nozes ou amêndoas.

As maiores fontes de TiO2 são alimentos processados, sendo que o ideal seria evita-los e dar preferência aos alimentos orgânicos e integrais, porém, muitas vezes fica difícil evitá-los e, portanto, uma suplementação dos nutrientes citados torna-se básica nos dias atuais.

Ao adicionar suplementos à sua dieta, você compensa o que pode não estar absorvendo.

Referências bibliográficas:

  • CFR – Code of Federal Regulations Title 21. FDA U.S. Food & Drug Administration
  • Cancer Res. 2009 Nov 15; 69(22): 10
  • Titanium dioxide & Inflammatory Bowel Disease. NutritionFacts.org. Volume 12. February 18, 2013
  • Particle and Fiber Toxicology April 15, 2013
  • Titanium dioxide nanoparticle ingestion alters nutrient absorption in an in vitro model of the small intestine. NanoImpact, 2017; 5: 70
  • Food Chem Toxicol. 2015 Nov;85:96-105
  • Zinc deficiencies a global concern. News and Research Communications. Oregon State University. 09/17/2009
  • Recommendations to Preventand Control Iron Deficiency in the United States.
  • Environ Sci Technol. 2012 Feb 21; 46(4): 2242–2250
  • Higher blood omega-3s associated with lower risk of premature death among older adults. Harvard School of Public Health. April 1, 2013.
  • Vital Choice January 6, 2016.
Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER