Prevenção

Vitamina B9: Folato ou Ácido Fólico? Qual é o melhor?

Quando você vai adquirir seus suplementos, há uma grande possibilidade de ser questionado sobre que tipo de vitamina B9 você vai preferir.

Aí vem aquela dúvida que ninguém pode lhe explicar. Há uma grande possibilidade de você estar usando o produto inadequado para os resultados que deseja

Agora eu vou lhe esclarecer essa situação.

Caso você vá fazer suplementação com vitamina B9 (folato), nunca use ácido fólico, que é versão sintética de folato.

Mais de 40% das pessoas têm problemas em metabolizar o ácido fólico, e caso essa substância aumente no corpo sem estar sendo metabolizada, haverá um aumento de risco de câncer.

E lembre-se, a maioria dos produtos refinados como: cereais, pães e barras de cereais, têm sido fortificados com ácido fólico. Esta é mais uma razão para evitar esses produtos.

Já o folato é uma forma natural encontrada nos alimentos (particularmente folato e ácido folínico) muito melhor para a saúde humana do que a completamente oxidada, nunca encontrada na natureza, chamada ácido fólico.

Vitamina B9: porque não usar o ácido fólico

O ácido fólico é apenas um tipo sintético de vitamina B usado em suplementos.

Para que o ácido fólico seja útil, ele deve primeiro ser ativado em sua forma biologicamente ativa – L-5-MTHF.
Esta é a forma capaz de atravessar a barreira hematoencefálica para lhe dar os benefícios observados no cérebro.

Cerca de 50% da população tem dificuldade em converter ácido fólico na forma bioativa devido a uma redução genética na atividade enzimática.

Em estudos realizados em 2010, pesquisadores mostram que humanos têm uma atividade da enzima dihydrofolatoredutase muito variável e extremamente lenta.

Os indivíduos que apresentam essa baixa atividade da enzima têm dificuldade de metabolizar altos níveis de ácido fólico (não úteis para o corpo humano) em formas biologicamente ativas de folato.

Infelizmente, esse ácido fólico não metabolizado pode causar lesões ao seu cérebro, segundo os pesquisadores.

“Em idosos, a presença e a detecção de ácido fólico não metabolizado foi correlacionado com redução de valores em teste cognitivo”.

E mais, essa alteração bioquímica tende a piorar com a idade!

Pessoas que não tem essa alteração bioquímica de rapidamente e eficientemente metabolizarem ácido fólico em formas mais adequadas como o folato, não tem com que se preocupar.

E agora eu pergunto: você metaboliza rápido ou lentamente o ácido fólico? Na dúvida, diga não ao ácido fólico e use o folato!

Se você toma um suplemento vitamínico do complexo B, certifique-se de que contém folato natural em vez de ácido fólico sintético.

Principais alimentos que contém folato

Legumes verdes folhosos frescos, crus e orgânicos, especialmente brócolis, aspargos, espinafres e ervas, e uma grande variedade de feijões, e lentilhas.

Referências bibliográficas:

  • Circulation: Journal of the American Heart Association July 27,1999;100:335-338.
  • JAMA. 2015;313(13):1325-1335
  • Medicine Net March 15, 2015
  • The secrets of Underground Medicine. Natural Health Response
  • Livro Prevenção: A Medicina do Século XXI. Editora Gaia
  • Livro Mude sua vida com os Super Nutrientes.
Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER