Saúde

A Verdade Inconveniente sobre as Estatinas

Preste atenção para as verdades que vou contar agora. Está preparado? Vamos lá… Colesterol não tem nada a ver com doença cardíaca, portanto você não precisa ficar surpreso que medicações para reduzir o colesterol – as estatinas – não lhe tragam nada de bom.

Se você acredita na teoria do colesterol, essas pessoas ficariam em sérios riscos de ataque cardíaco e morte. Os médicos predisseram que medicações que reduzem o colesterol poderiam reduzir o numero de mortes por ataque cardíaco pela metade…

Sete anos mais tarde, os resultados foram concluídos: mais homens morreram no grupo que usou a medicação prescrita do que o grupo placebo! Essa pesquisa não foi uma casualidade. Estudos após estudos mostram que as medicações para reduzir o colesterol falharam em salvar vidas.

  • Dois grandes estudos mostram que estatinas reduziram o LDL colesterol (mau colesterol), de forma bem significante, mas isso não reduz o seu risco de morte.
  • Estatinas reduzem drasticamente o colesterol, mas não salvam vidas quando se compara com pacientes tomando placebo.
  • Estatinas não salvam vidas se comparadas com placebo… e podem até aumentar o seu risco de câncer.
  • Estatinas reduzem o seu risco em menos de 2%.
  • Uma meta análise das 5 maiores avaliações sobre estatina não mostrou diferença de risco de morte comparado com grupo placebo.

Estatinas são uma ameaça para a sua vida

O Dr. Duane Graveline é um astronauta da NASA e médico. Ele perdeu sua memória depois de 6 semanas usando estatina. O efeito colateral foi tão ruim que ele não podia reconhecer sua própria mulher ou aonde era sua casa.
Isso motivou o Dr. Graveline o suficiente para escrever um livro sobre o assunto. Chama-se Liptor: Ladrão de memória. Confira o que ele diz:

Perda de memória é um efeito colateral comum das estatinas. Seus efeitos colaterais são tão desagradáveis que um número significativo de pacientes deixa de usá-las no primeiro ano. Estes na verdade são os felizardos.

As pessoas que ficam apavoradas, preocupadas com os possíveis “riscos”, são os que não abandonam. Os efeitos colaterais vão desde perda de memória e talvez até a perda de vidas. Ao menos 3 estudos clínicos controlados mostram que as pessoas vivem melhor sem medicação para reduzir o colesterol.

Eles testaram estatinas em animais e os resultados são suficientes para assustá-lo até a morte, especialmente quando você pensa que milhões de pessoas estão tomando esses comprimidos.

A medicação causa câncer em roedores quando usada em doses equivalentes as doses presentes em humanos. Agora os mesmos resultados estão surgindo nas pessoas. Infelizmente, os maiores dos testes de risco de câncer são de curta duração com menos de 5 anos, tempo insuficiente para se determinar o aparecimento do problema.

Não se testa as medicações o tempo suficiente para se checar isso… Em outras palavras, nós somos ratos de laboratório. Vamos precisar esperar décadas, depois que milhões de pessoas tenham tomado essas drogas por anos, aí nós saberemos… É uma catástrofe na fabricação.

Quantas vidas vão ser perdidas antes dessas medicações serem retiradas do mercado?

Pessoas que usam estatinas estão simplesmente reduzindo o seu risco cardíaco para o grande risco de câncer… um mal negócio!

Estatinas podem na verdade enfraquecer o seu coração

Nós sabemos que as estatinas reduzem os níveis de CoQ10. O seu fígado produz CoQ10 diretamente do colesterol e o modo que a medicação age é prevenindo o seu fígado de produzir colesterol.

Enquanto a medicação compromete seu fígado nessa fabricação, ela também impede que ele forme CoQ10. Esse é um desastre de saúde em potencial, porque o seu coração precisa desse nutriente vital para gerar energia a nível celular.

Com o tempo, a deficiência de CoQ10 pode enfraquecer a musculatura cardíaca e causar insuficiência cardíaca congestiva. Certamente alguns médicos suplementam seus pacientes com CoQ10, se eles estão fazendo uso de estatinas. Isso não é uma má ideia. É melhor do que nada.

Porém, não há provas de que a suplementação vai ser suficiente para evitar lesões cardíacas. O seu corpo precisa da sua própria CoQ10, o CoQ10 que seu fígado produz.

O ideal então: não use estatinas em primeiro lugar. Se o colesterol não é um problema, porque tratar? Fique atento!

Referências bibliográficas:

  • ABC News. June 29, 2010
  • Drug Metab Rev. Feb 2011;43(1):69-90.
  • WebMD. Retrieved. July 17, 2016
  • The Douglas Report. May 2011
  • Simvastatin Side Effects in Detail – Drugs.com.2016
  • University Health News. Retrieved. July 17, 2016
  • Open Journal of Endocrine and Metabolic Diseases. 2013, Vol. 3, No. 3
  • Am J Cardiovasc Drugs. 2008;8(6):373-418.
  • Eurekalert. January 26, 2009
Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER