Saúde

Tosse Persistente: Como Tratar sem Remédios

Se o seu caso é aquela tosse persistente em consequência de uma infecção de vias aéreas superiores – que veio e “aparentemente” já se foi – e o seu médico já lhe indicou diversos tratamentos sem resultado satisfatório, você começa a ficar preocupado. Como sua conta médica só aumenta, você começa a apelar para qualquer solução.

É uma sensação ameaçadora de morte causada por tosse persistente, aonde os nervos que acionam a tosse já se encontram muito irritados e hipersensíveis devido àquele resfriado que você teve.

Tem uma solução exótica, que tem chamado a atenção:

Trata-se do mel. Porém, ele sozinho pode não ser suficiente nesse caso.

Se você acrescentar um pouquinho de uma certa bebida amada a uma colherada de mel, aí sim você potencializa suas propriedades que amenizam a tosse.

A cura da natureza para uma tosse insuportável é o mel, é claro, mas como disse anteriormente, este pode não ser o suficiente para uma tosse que persiste há semanas. O que você diria se eu lhe dissesse para acrescentar um pouco de café ao seu mel (ao invés de vice-versa) e isto resolvesse o problema?

Alívio caseiro para a tosse

Veja o que esses pesquisadores iranianos observaram quando compararam um remédio a base de mel e café a uma solução com esteroides e um supressor de tosse expectorante.

Esse estudo comparativo foi feito com 97 adultos cujas tosses persistiram por mais de três semanas após uma infecção respiratória.

Os fumantes e outros participantes em potencial cujas tosses pudessem ser diagnosticadas como algo diferente do que uma “tosse persistente pós-infecção” foram excluídos da participação no estudo.

Dividiu-se os participantes em três grupos:

  • Um grupo recebeu uma “geleia” feita com mel e café (a proporção de mel para café era aproximadamente cinco partes de mel para um de café instantâneo).
  • Outro grupo recebeu uma geleia contendo o esteroide prednisolona, que é prescrito às vezes para as pessoas que tem tosse persistente…
  • E um terceiro grupo recebeu uma geleia contendo guaifenesina,o princípio ativo de certos expectorantes.

Todos os três remédios foram feitos por um farmacêutico para terem a mesma aparência e sabor pela adição de colorante alimentício, essência de café, sabor artificial de mel e glicose líquida aos produtos contendo o esteroide e o expectorante.

Os participantes tomaram 30ml da sua geleia dissolvida em aproximadamente 210ml de água morna três vezes ao dia (de oito em oito horas) por uma semana.

Todos os participantes sabiam quais remédios estavam sendo comparados, mas ninguém sabia qual estava tomando realmente. Além disso, todos concordaram em não usar qualquer outra droga anti-inflamatória ou supressores de tosse ou consumir mel ou café durante o estudo.

Resultados:

A combinação de mel e café reduziu a frequência da tosse por 93 %. No grupo dos esteróides houve redução de 20%.

Já com o supressor de tosse expectorante, os resultados foram insignificantes.

O café e o mel: quem diria?!

Os pesquisadores acreditam que a associação e sinergia do mel, (por seus efeitos antioxidantes, anti-inflamatórios) com o café (efeitos antioxidantes) a nível de mucosas da boca e da garganta são os responsáveis pelo resultado.

Vale a pena experimentar?

Se uma tosse persistente que se instalou após um resfriado está te deixando louco, tomar um pouco de café com o seu mel (misturando grãos de café instantâneo no mel) pode valer a pena.

Mas, lembre-se, isso pode alterar a sua sensibilidade à insulina , alterando a sua glicemia, especialmente se é pré-diabético ou diabético. Portanto, faça isso com moderação ou converse com o seu médico.

Referências bibliográficas:

  • Prim Care Respir J. 2013 Sep;22(3):325-30
  • Otolaryngology Head Neck Surgery, July 2009;141(1):114-8
  • Eur J Med Res. 2001 Jul 30;6(7):306-8.
  • Int Arch Allergy Immunol. 2011;155:160–166.
  • Journal of Allergy and Clinical Immunology, 1996;97(1):65-73.
Previous ArticleNext Article
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER