hemácias agrupadas que formam a viscosidade sanguínea

Precisamos falar sobre a sua viscosidade sanguínea!

Apesar de décadas de tratamentos para abaixar o colesterol, regular os ritmos cardíacos e reduzir o sal e a gordura, a doença cardiovascular é ainda o assassino número um de adultos no mundo industrializado.

Viajar de avião na classe econômica causa trombose?

Talvez você já tenha ouvido falar da “Síndrome da Classe Econômica”. Acreditava-se que passageiros de avião que ficavam em espaços mais reduzidos, como nas poltronas da classe econômica, teriam maior risco de desenvolver trombose de membros inferiores. Como eu sempre costumo dizer, é preciso que a coisas sejam comprovadas cientificamente… e parece que a história não é bem essa.Segundo estudo publicado na Revista “Chest”,a classe na qual se viaja nos aviões não tem diferenças nos riscos de desenvolvimento de coágulos, ou seja, tanto faz se você vai apertado na classe econômica ou espaçoso na primeira classe. Os pesquisadores responsáveis pelo estudo fizeram uma longa revisão na literatura e concluíram que não há evidências que comprovem cientificamente que viajar “mais apertado” cause trombose.

Viscosidade sanguínea como fator de detecção de doenças cardiovasculares

A viscosidade sanguínea é considerada um fator de unificação para o risco de doença cardiovascular. Isso porque ela está correlacionada com todo fator de risco provado, incluindo tabagismo, diabetes tipo 2, síndrome metabólica, hipertensão arterial, LDL colesterol elevado, HDL colesterol baixo e idade. A esses fatores soma-se também o risco elevado nos homens.Além disso, a viscosidade sanguínea é o único fator capaz de explicar porque as placas de aterosclerose ocorrem repetidamente em certas regiões arteriais do corpo e em outras não, como no caso de lesões de aterosclerose que ocorrem em grandes artérias próximas do coração e cérebro, mais vulneráveis a agressão pela espessura e ação abrasiva no fluxo sanguíneo.

Viscosidade sanguínea: Silencioso, mas letal

Viscosidade sanguínea é a mensuração direta da resistência do fluxo de sangue. Isso afeta o organismo não somente quanto à dificuldade que o coração tem em trabalhar para circular o sangue, mas também pelo o nível de estresse, atrito, agressão e inflamação que o sangue causa às artérias.Essa viscosidade, que diminui o fluxo sanguíneo, é o que causa a ateroesclerose e seus sintomas se tornam evidentes somente alguns anos depois. As pesquisas mostram que as agressões causadas nos vasos sanguíneos levam a formação de placas em consequência dessa alteração da viscosidade sanguínea. Quanto mais grosso o seu sangue, mais pressão é necessária para movê-lo pelo corpo, gerando mais trabalho para o coração. Essa viscosidade deixa o sangue abrasivo e lesivo para as células das paredes das artérias (endotélio).

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER