Sal: bom ou ruim ?

Se há um produto que é considerado – injustamente – um vilão tanto quanto a gordura, esse elemento é o sal.Assim como existem gorduras boas, existem gorduras ruins, que causam problemas de saúde. É o mesmo em relação ao sal: existem os que não são saudáveis, mas existem também os que fazem bem. O sal fornece dois elementos essenciais para a vida: sódio e cloreto. Ainda que essenciais, o nosso organismo não pode produzi-los. Portanto, nós devemos absorvê-los pela alimentação.

Já ouviu falar em sal do Himalaia?

Para início de conversa, eu preciso que você saiba que o sal do Himalaia é o que tem a melhor relação sal/potássio entre os tipos de sal que consumimos, principalmente quando comparado ao sal marinho, ou celtico. O sal do Himalaia contém pouco sódio e muito potássio, chegando a 0,28% deste elemento, enquanto o marinho possui apenas 0,16% e o de mesa somente 0,09%.Além destas diferenças nutricionais, você precisa entender que o sal de mesa processado não traz nenhum tipo de benefícios para a saúde, visto a quantidade de elementos químicos criados pelo homem e embutidos no produto.

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER