Antinutrientes: o lado obscuro dos grãos

Você já ouviu por aí muita gente falando que comer grãos é algo muito bom para a saúde, que pode-se consumi-los à vontade – principalmente os integrais. Mas, preciso te contar uma coisa importante: isso não é verdade! Deve-se tomar muito cuidado com a quantidade de grãos que ingerimos. Se compararmos o impacto metabólico versus o benefício de certos grãos e amidos, o resultado pode não ser dos melhores, pois muitos desses alimentos estão carregados de toxinas!Essas toxinas são produzidas pelas plantas e, diferentemente de toxinas geradas pelos homens, agem protegendo a planta de ser comida pelos mamíferos. Portanto, grãos devem representar uma pequena parte da nossa dieta. O tipo de grão que é virtualmente livre de toxinas é o arroz branco, que contém menos toxinas que o arroz integral. A grande maioria das toxinas no arroz branco é destruída pelo cozimento, o que o torna um grão adequadamente recomendado.

Será mesmo que uma dieta sem glúten é a dieta certa pra você?

Não teve muita escapatória. A dieta sem de glúten já atingiu, e em cheio, a maioria das pessoas. Parece que todo mundo já experimentou, está planejando experimentá-la ou, então, praticando-a neste exato momento.Mas basta você perguntar ao seu médico sobre essa tal dieta que ele vai te dizer, com todas as letras, que ela é simplesmente uma loucura… E uma loucura de pedra ainda por cima. Ele vai te dizer também que esta dieta é para pacientes com quadro de doença celíaca. E olha, ele está absolutamente certo com relação a esta parte. Isso porque, se você tem essa doença autoimune, você já sabe que até a menor quantia de glúten pode causar uma reação bastante severa ao seu organismo.

É melhor evitar os carboidratos. Eles estão cheios de toxinas!

Além de gerar um excesso de calorias, outro grande problema dos grãos é o fato de estarem cheios de toxinas. Ao contrário das desenvolvidas pelos homens, as toxinas dos grãos são criadas pelas plantas como uma forma de defesa para que essas não sejam consumidas pelos mamíferos. Entre essas toxinas, a mais familiar é o glúten.Do latim glue, glúten significa cola e recebeu esse nome por conta de sua propriedade adesiva que dava liga o pão e outros panificios. O glúten pode ser encontrado no trigo, na cevada e no centeio.

Dúvidas gerais do Facebook

Esse é mais um artigo da série de dúvidas dos fãs da página do Dr Rondó no Facebook. Hoje temos perguntas em geral, com tema livre! 

A intolerância ao glúten pede um diagnóstico

Para o controle da doença ter sucesso, o tratamento deve começar antes dos 20 anos de idade.Nos Estados Unidos, os índices atuais de intolerância ao glúten aumentaram cerca de 4 vezes, comparados a uma avaliação de amostras de sangue de recrutas da Força Aérea Americana feita em 1950. Acredito que ocrescimento se relacione à dieta moderna rica em carboidratos provenientes de grãos e pelo fato de que a proteína de glúten aumentou muito no trigo híbrido, amplamente usado em inúmeros produtos. Como nossa alimentação segue de perto os hábitos americanos, essa intolerância também pode estar crescendo no Brasil.

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER