Está consumindo carne de porco em substituição à vermelha? Saiba que você está fazendo isso errado.

Muito cuidado! Pense muito bem antes de acreditar que as indicações para consumir carne de porco em substituição à carne vermelha são saudáveis. Pesquisas sugerem que esse consumo pode ser altamente perigoso para a sua saúde.Para se ter uma noção do risco que você pode estar correndo, o consumo de carne de porco tem maior associação aos casos de cirrose de fígado do que os casos provocados pelo álcool.

Cuidado! Você pode estar consumindo alimentos causadores do câncer

Muitas vezes nos entregamos a certos hábitos alimentares por serem prazerosos e nos darem a sensação de desejo saciado. Mas, infelizmente, essa condição na maioria dos casos vem acompanhada do aparecimento de várias doenças sem que tomemos conhecimento da raiz desses problemas. E é muito importante que você saiba que alguns alimentos são capazes de danos que se não diagnosticados a tempo podem até mesmo causar a morte.Para manter sua saúde sob controle e longe de doenças severas, e neste caso estamos falando diretamente sobre o câncer, você deve adicionar à sua rotina alimentar uma dieta bastante saudável e eliminar alimentos que não fazem bem algum ao seu organismo.

Reabilitar a gordura saturada natural, como a do óleo de coco, manteiga, leite e carne vermelha é um salto de qualidade para dias melhores

Durante 60 anos as autoridades médicas nos fizeram acreditar que gordura saturada elevava colesterol, causava doenças cardíacas, obesidade e até Alzheimer. Nós, pobres mortais, deixamos então de consumi-la esperando dias melhores. Mas essas doenças continuam aumentando, sinal de que algo deve estar errado.O interessante é notar que em populações de ilhas do Pacífico, que retiram de 30% a 60% de suas calorias diárias do óleo de coco, rico em gordura saturada, os índices de doença cardiovascular, por exemplo, é ínfimo.

É carne vermelha ou carne de imitação que está gerando problemas?

Enquanto a mídia condena o consumo de carne vermelha, afirmo sem medo de errar: a carne de gado brasileiro é de qualidade!Dizer que a carne vermelha de gado confinado americano faz muito mal para a saúde não é novidade. Eu mesmo já escrevi sobre isso em meu livro Sinal verde para a carne vermelha. Daí a dizer que toda carne vermelha faz mal há uma grande distância. Nesse assunto, a realidade brasileira é diferente da americana, que trata, inclusive, os embutidos como carne vermelha. Esse detalhe já nos permite dizer que não dá para comparar a carne de lá com a de cá. Há diferenças gritantes.

Para o seu bem, não retire a carne vermelha de sua alimentação

Você que é vegetariano, vegan ou ainda está pensando em mudar radicalmente a sua alimentação cortando de vez a carne vermelha do seu cardápio, leia atentamente este artigo. Você verá que retirar a carne vermelha de sua dieta, ao contrário do que pensa, não traz benefício nenhum à sua saúde. E o pior: essa ausência pode causar danos irreversíveis para sua vida.Uma informação importante, e que você deve levar em consideração, é a de que o seu radicalismo (ou opção, como preferir) pode estar colocando a sua vida em risco. Devido ao tipo de alimentação, 70% dos vegetarianos têm altíssimos níveis de homocisteína no sangue e são muito deficientes em vitamina B12, o que pode acarretar uma morte súbita. E há estudos que comprovam isso!

Carne vermelha não eleva colesterol nem causa doenças cardíacas!

O perigo está em carboidratos e alimentos refinados.Você já sabe que diminuir o consumo de carboidratos faz bem. Vive-se mais e melhor. E talvez ainda não saiba que aumentar o consumo de carne vermelha reduz de forma expressiva a ocorrência de problemas cardíacos. Então, que tal combinar menos carboidratos e mais proteína na alimentação? Você só tem a ganhar. Anote aí, de uma vez por todas: proteína animal não aumenta risco de doença cardíaca. Ao contrário: diminui.

Carne vermelha, o grande segredo dos campeões

O grande segredo dos campeões!Nos últimos 25 anos, milhões de pessoas, inclusive atletas de resistência, foram levados a acreditar que a alimentação ideal deveria ser à base de carboidratos, com pouca gordura e relativamente pouca proteína. Algumas se tornaram vegetarianas, outras passaram a buscar proteínas em alimentos com pouca gordura como clara de ovo, frango, peito de peru e peixes magros. Carne vermelha, jamais! Atletas, em especial, provavelmente se convenceram que consumir um bife era mais perigoso do que usar anabolizante.

Custo que vale a pena pagar

Uma boa alimentação sempre irá pesar menos no seu bolso do que eventuais tratamentos médicos por descuidos com a saúde.Veja algumas vantagens de ter à mesa produtos de animais criados a céu aberto que se alimentam de maneira natural, longe de confinamentos em galpões apertados, muitas vezes mal iluminados, e de rações empobrecidas ou mal balanceadas.

Proteína: o que se recomenda animal ou vegetal

Sabendo usar não vai faltarA atividade física é quase uma rotina na vida da maioria das pessoas que se preocupam com a saúde. Mas nem sempre elas sabem que precisam de suplementação protéica para obter melhores resultados. Aos atletas, especialmente os que pegam pesado, aconselha-se consumir cerca de 100 % a mais de proteínas que aos sedentários. E quem desempenha atividades físicas moderadas deve aumentar o consumo em 50 a 75 %. A explicação é simples: na falta de outras reservas de energia, como os carboidratos, o organismo queima a proteína como combustível energético. Se não houver uma reserva a mais, a proteína que deveria ser usada para sintetizar tecidos e estruturas orgânicas é simplesmente queimada, comprometendo a saúde.

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER