Consuma Alimentos Orgânicos sem precisar ir à Falência

Você não precisa ser um hippie de sandálias, um motorista de um Smart ou morador de São Tomé das Letras para querer os benefícios da comida orgânica. Mas, vai precisar sim de um carrinho de supermercado cheio de dinheiro para arcar com o custo dessa alimentação.Você também não precisa escolher entre comer mal e ir à bancarrota.  É possível obter a maioria dos benefícios dos orgânicos ao trocar apenas uma parte da sua comida, contanto que você saiba quais orgânicos comprar e quais evitar.

Até que ponto o consumo de Bacon é seguro?

Você já deve ter notado que o famoso bacon, um alimento admirado por muitos, é basicamente gordura. O que talvez você não saiba é que 50% dessa gordura é monoinsaturada, consistindo, principalmente, em ácido oléico (um tipo valioso encontrado no óleo de oliva). Ainda 3% dessa gordura é ácido palmítico (monoinsaturado com valiosas propriedades antimicrobianas) e, aproximadamente 40% é gordura saturada. Essa quantidade de gordura saturada pode preocupar as pessoas que têm verdadeira fobia por gordura, mas é preciso entender que ela é relativamente estável e não se rancidifica em condições normais de armazenamento e cozimento. É importante também ressaltar que os 10% restantes são compostos de óleos poliinsaturados, valiosos, porém instáveis.A gordura do porco contém fosfatidilcolina, que tem propriedades antioxidantes superiores a da vitamina E. Essa pode ser uma das razões pelas quais a banha e a gordura do bacon são relativamente estáveis, com isso não se rancidificando pelos radicais livres.

Quer eliminar aquela famosa barriguinha? Então veja isso!

Para você que está tentando acabar com aquela barriguinha e ainda usa como método a velha abdominal, eu tenho que te dizer que existem modos muito mais eficientes para isso.Uma pesquisa demonstrou que a prática de exercícios abdominais cinco vezes por semana, em um período de seis semanas, não apontou nenhum efeito nos depósitos de tecido subcutâneo e na circunferência abdominal.

Não é a gordura saturada da carne vermelha a responsável pela doença cardíaca

A gordura saturada encontrada principalmente na carne e nos laticínios tem sido regularmente avaliada por médicos e pela mídia. Mas, uma nova análise de estudos publicados não encontrou nenhuma correlação clara entre pessoas que consomem gordura saturada e o risco cardiovascular.A demonização da gordura saturada começou em 1953 quando o doutor Ancel Key publicou um artigo comparando a ingestão de gordura e a mortalidade por doença cardíaca. Aí começava a expulsão equivocada da gordura saturada das dietas.

Como o grande fiasco do peixe está colocando a sua saúde em perigo

Que no mar há uma enorme quantidade de peixes não há dúvidas, mas o número daqueles que você pode consumir com segurança é alarmantemente pequeno e está diminuindo o tempo todo.O problema está ligado à contaminação.  Especificamente à contaminação por mercúrio, pois mais e mais peixes estão positivos por níveis mais altos do que nunca.

A carne não é a vilã!

O artigo “Substância presente na carne eleva risco de doença”, publicado no portal Estadão.com.br, no dia 8 de abril deste ano, baseado no estudo “Intestinal microbiota metabolism of l-carnitine, a nutrient in red meat, promotes atherosclerosis”, traz a informação de que ingestão de carne é a responsável pelo aumento do risco cardiovascular pela ação da enzima TMAO. Porém, quero esclarecer aqui que as conclusões do estudo não foram totalmente consideradas. Antes de qualquer coisa, é importante entender o que realmente causa essa elevação enzimática.Vejamos. O consumo em excesso de carnitina – aminoácido essencial para metabolização das gorduras pela mitocôndria -, lecitina e colina – uma gordura comum da alimentação -, nutrientes encontrados comumente em produtos de origem animal tais como ovos, carnes, laticínios, peixes, frutos do mar e alimentos assados industrializados, bem como os multivitamínicos para crianças, pode causar um desequilíbrio na microflora intestinal devido à formação de bioprodutos, como a enzima TMAO, causadores de aterosclerose, tendo então um impacto direto e negativo no risco de doenças cardiovasculares. Portanto, não é a carne em si que gera o problema.

Colesterol e Estatinas: uma combinação que mexe com o seu coração

Cada vez mais os médicos têm prescrito estatinas com o objetivo de tratar doença cardíaca pela diminuição do colesterol. Mas, se o colesterol elevado realmente era o grande vilão, como explicar o fato de que o número de pessoas com doença cardíaca não tem diminuído com esse tipo de tratamento?O que a realidade nos mostra é outra história. Dados revelam que nos Estados Unidos a doença cardíaca é ainda a que mais mata. No Brasil, cerca de 1/3 de todas as mortes também são causadas por doença cardíaca o que gera uma média de mais 650.000 mortes por ano.

Descubra como o consumo de carne e bebida pode ser mais saudável

Talvez você ainda não saiba, mas o cozimento de alimentos é capaz de aumentar o nível de aminas heterocíclicas (AH), um composto químico que pode causar o aparecimento de tumores cancerígenos.No entanto, fritar e grelhar a carne também pode ser particularmente perigoso, porque o aquecimento intenso transforma os açúcares e aminoácidos nesse composto.

Você sabe qual era o cardápio dos seus ancestrais para o jantar?

As evidências iniciais que temos a respeito da alimentação de homens primitivos vêm dos fósseis. E o registro é claro. Ele aponta que no início da civilização humana os povos preferiam a proteína animal a qualquer outra. Toda a cultura alimentar desta época era baseada em conseguir, e consumir, carne.Ainda podemos ir mais fundo no tempo e perceberemos que a espécie mais próxima do homem, os chimpanzés, caçava e consumia animais. A carne era algo muito valorizada pelos membros consumidores dessa cadeia.

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER